No outono é bom comer amendoim

O tempo foi ficando mais seco e deu vontade de comer amendoim torradinho. Ô delícia.

Ele andou banido dos cardápios saudáveis porque tem uma tendência a desenvolver fungos que liberam toxinas brabas quando é armazenado em locais úmidos, e os produtores brasileiros pareciam não ter cuidado com isso. Mas já faz tempo. E nem sei se não foi mais um boato espalhado pelo lobby da soja, que depois entrou no mercado com sojinha torrada, argh, a pontinha de um imenso iceberg de soja inadequada para a saúde humana, mas isso é outro assunto. Que já está há tempos no Correcotia.

E por que comer amendoim no outono? Porque ele nutre e umedece os pulmões, sendo especialmente indicado para o sistema respiratório. Diz o médico e professor Ysao Yamamura, em seu livro Alimentos – aspectos energéticos, que “o amendoim combate o estado yang dos pulmões, que provoca a tosse tipo yang, como a coqueluche, tosse seca e tuberculose pulmonar”. Mais uma informação dele, especial para quem também gosta de um vinhozinho nas noites mais frias: o óleo dos amendoins protege a mucosa gástrica da ação do álcool e age beneficamente sobre o sistema baço-pâncreas, impedindo alguns efeitos colaterais desagradáveis que a MTC chama de umidade/calor.

Fora isso o amendoim é uma fonte rica de vitaminas do complexo B, tem bastante fibra e é rico em zinco e selênio. Pode ser um lanchinho maravilhoso naquela hora em que o mundo vai cair se a gente não comer alguma coisa. Porém…

Bem, porém muita gente é alérgica a ele. A maior parte das mortes por alergia nos Estados Unidos está ligada ao amendoim. Não costumo confiar totalmente nesse tipo de informação, porque não sei como a pesquisa foi realizada, mas sei que o povo de lá come manteiga de amendoim direto, e ela pode não ser feita só com ele, levar açúcar e óleo vegetal refinado. Um dos estudos aponta para uma interação negativa com a soja. Será que estão colocando soja na manteiga de amendoim? Credo.

Mas não dá para esquecer que o amendoim faz parte da enorme família das leguminosas, que inclui todos os feijões, grão-de-bico, lentilhas, ervilhas, vagens e a própria soja. Hipócrates, em 400 aC, já sabia que essa família é nutritiva, porém tóxica. Outro médico, o dr Raul Barcellos, desenvolveu uma dieta contra câncer e alergias que também proíbe as leguminosas, amendoim incluso.

Amendoim, portanto, é como tudo na vida: tem que saber administrar.

Principalmente quando está no forno, pra não torrar demais e estragar tudo.

:::::::::::::::::::

PS – Existe um selo de qualidade da ABICAB destinado a garantir a baixa toxicidade dos amendoins.

46 comentários em No outono é bom comer amendoim

  1. acho que o amendoim sem a casca é menos alergico.Sempre procuro comê-lo assim, devidamente torrado.

    Curtir

  2. não é casca externa – mas a película que envolve a semente.

    Curtir

  3. Muita gente tira essa pele vermelha, ou avermelhada, mas veja só: ela é uma fonte extraordinária de antioxidantes, superior à semente de uva no que se refere a polifenóis e outros nomes feios que o mercado de cápsulas adora.

    Parece que a alergia está ligada à dificuldade de digestão da própria semente quando torrada, que inibiria a enzima tripsina. Tanto que na Índia e na China, que comem o amendoim cozido e não torrado, não há registro de alergia.

    Amendoins também são uma fonte significativa de resveratrol, substância associada à prevenção do câncer, das doenças cardiovasculares e do envelhecimento. Oba!

    Curtir

  4. Sonia, não duvido que estejam colocando soja na tal manteiga de amendoim… é praticamente impossível encontrar um produto industrializado que não contenha nos ingredientes a palavrinha SOJA! ficou tão banal como sal e açúcar que são, tradicionalmente, adicionados a tudo.

    Curtir

  5. Paulo Joel Leocadio Hetman Buzato // 19 maio 2009 às 15:44 // Resposta

    Me surgiu uma duvida agora? Voces vem falando tão mal da soja ela faz mal mesmo, ou agente vem comendo em exesso?

    Curtir

  6. Ô Paulo, ambas as coisas: ela faz mal e se come em excesso.

    Curtir

  7. Oi, Vera, é isso mesmo – soja, sal, açúcar, gorduras baratas, corantes baratos, aromas e sabores artificiais, conservantes, estabilizantes: só dá isso. Acaba sendo imitação de comida. Que vai fundo nos sabores e texturas de que o povão mais gosta.

    Me disseram que o percentual de proteína de soja nas linguiças chega a 40%. Imagina nas salsichas, que já são o rebutalho final das carnes.

    Também me causa repugnância saber que esses (e outros) produtos contêm “carnes de aves mecanicamente separadas”, quer dizer, raspas, sucata.

    Curtir

  8. eeeeca! por essas e outras que estou chatésima para comprar alimentos – praticamente só comprando de fornecedores conhecidos, com os quais vou criando relações de amizade e confiando naquilo que oferecem. Pois na indústria alimentícia, como nela confiar, em dias tão turbulentos em que a busca do lucro sempre fala mais alto?

    Curtir

  9. Paulo Joel Leocadio Hetman Buzato // 20 maio 2009 às 13:38 // Resposta

    Sonia, então devo para de tomar o “leite de soja” e proteina de soja ou “carne de soja” eles fazem mal para minha saude?

    Curtir

  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    Curtir

  11. Paulo, minhas fontes dizem que só deveríamos consumir soja quando fermentada, o que deixa poucas opções: misso, shoyu, tempê e nato. Todos os outros produtos da soja, bem como o feijão de soja in natura, causam problemas quando consumidos com frequência. Um deles é o hipotiroidismo, do qual há uma epidemia atualmente, para grande felicidade dos fabricantes de hormônios sintéticos.

    Você pode ler tudo o que pesquisei sobre a soja em http://www.correcotia.com/soja .

    Curtir

  12. Paulo Joel Leocadio Hetman Buzato // 24 maio 2009 às 13:49 // Resposta

    Obrigado Sonia! Sempre leio em varias revistas que a soja eh òtima para saúde, e que para nós homens ela ajuda no ganho de massa muscular e tal, bom vou ficar de olho na soja de agora em diante e manerar nesses produtos feitos com soja. Ah mais uma pergunta e o tufu pode né?

    Curtir

  13. Oi, Paulo, o tofu não é fermentado, é só coalhado. Uma boa parte da acidez vai embora junto com o soro, então é mais saudável que o leite de soja. Mas também não deveria ser consumido com frequência, ainda mais se a soja de origem não for orgânica. A soja é um dos produtos vegetais mais contaminados por agrotóxicos. Que tal voltar ao velho feijão com arroz?

    Curtir

  14. alo Sonia

    recebi um email com um anexo sobre Timo e pesquizando teu nome cheguei aqui. Blogueiro também e um feliz ex-presário ha 27 anos que para ter uma atividade “faz arte”.

    Virei com mais frequencia, se me permitires…..

    abrs

    RICARDO garopaba BLAUTH

    Curtir

  15. Oi, Ricardo, seja bem-vindo! Eu ando meio sumida do blog porque estou fechando um livro novo, Amiga Cozinha, que já vai indo para a gráfica; já já volto a todo vapor.

    Curtir

  16. Sônia e que dizer das isoflavonas de soja e da projesterona do inhame que amenizam os sintomas da menopausa?

    Curtir

  17. Oi, Anônimo, minha praia é mais do alimento enquanto alimento. Suplementos hoje são bons, amanhã não são…

    Quanto aos sintomas da menopausa, que tal uma boa médica homeopata que saiba receitar fitohormônios em doses também homeopáticas?

    Curtir

  18. Sonia, eu adoooooooro o que você escreve. E fico muito feliz em poder ler seu blog, já que nem sempre conseguia comprar a revista para a companhar o seu artigo. Quer dizer que o amendoim cozido é menos prejudicial? Aqui no Recife, onde moro, é comuníssimo encontrar amendoim cozido. Vendem como petisco nos estádios de futebol e na praia (procedência duvidoooosa). E eu como boa carioca, torcia o nariz para essa “receita”.
    Agora já sei. Só vou de amendoim cozido e com casca. Mas, e o sal no cozimento, podê?

    Curtir

  19. Oi, Bia, uma pitada de sal não mata ninguém e realça o sabor doce quando ele existe. Eu gosto sem sal mesmo. Não ponho nem no milho cozido. Como sou mais pra formiga, aproveito pra sentir o docinho que se oferece sem culpa.

    Aproveitando o frio daqui nesta época, faço o amendoim (com a pele vermelha) torrado no forno, mas desligo antes que ele fique moreno e misturo um pouco na salada crua de todo dia. Hmm… Mas no verão acho que só cozido mesmo. Pode fazer como feijão.

    Curtir

  20. Posso dar uma sugestão esperta? No fantástico blog da Neide Rigo http://come-se.blogspot.com/2007/10/j-tinha-ouvido-falar-em-cuscuz-de-toda.html além da pesquisa que ela faz, tem umas receitas mó legais. Essa ela desencavou do interiorzão: massa de mandioca, amendoim ralado e açúcar mascavo, misturados e cozidos no vapor. Essa receita indígena chama-se Bijajica e, junto com o blog, é uma preciosidade.

    Curtir

  21. Sugestão espertíssima aí em cima, assino junto. O blog da Neide Rigo é um arquivo precioso de gastronomia brasileira, com a vantagem de que ela experimenta todas as receitas e dá sua própria versão confiável.

    Curtir

  22. Sem contar que ela desencava umas favas, frutas, verduras e outras coisas brasileiríssimas de que nunca ouvimos falar, e vai recuperando e divulgando um saber tradicional e regional que tem tudo pra sumir e ser engolido pela cultura massificada. Acho que ela é uma espécie de “antropóloga culinária” …

    Curtir

  23. Meu filho de 18 anos, come todos os dias. Será que não faz mal?

    Ass: Helocildes.

    Curtir

  24. Oi, Helocildes, como saber? Observando! Se fizer mal vai aparecer na pele, na irritabilidade, na função intestinal, no excesso de calor no corpo e muitos outros possíveis sintomas.

    Curtir

  25. Olá e obrigado por existir e ser tão atenciosa.
    Estou iniciando um programa alimentar vegetariano ( já havia ensaiado por muito tempo ) e estou adepto contumaz do amendoim crú, natural. Você sabe me dizer se existe alguma restriçâo em comê-lo desta forma?
    Saúde e continuado sucesso.
    Ivo Carlos >> ivcmartins@hotmail.com

    Curtir

  26. Oi, Ivo, não sei de qualquer contraindicação quanto a comer amendoim cru. Tem que mastigar muito bem, como a todas as castanhas e sementes. Paul Pitchford, cujo livro “Healing with whole foods” é uma de minhas fontes de consulta favoritas, diz que o amendoim pode reduzir em 30% a atividade do fígado, e que é sempre melhor comer oleaginosas ligeiramente tostadas para facilitar a digestão. Diz também que o óleo do amendoim é bom para vegetarianos e macrôs. Saúde e sucesso pra você também!

    Curtir

  27. Oi, Sonia

    Que maravilha descobrir o seu blog. Sempre fui fã dos seus livros, agora tenho mais uma fonte de consulta.
    E falando em consulta… cheguei aqui fazendo uma pesquisa sobre carne de soja. Já ouvi falar que ela é ótima, que ela é péssima. Às vezes uso em função da proteina, mas sempre com um pé atrás.
    Qual a sua opinião? Além da questão dos transgênicos, há estudos científicos que comprovem malefícios do uso da carne de soja?

    Muito obrigada!

    bjs,

    Bárbara

    Curtir

  28. Oi, Bárbara, em http://www.correcotia.com/soja publiquei várias páginas sobre o quanto é enganosa a propaganda positiva da soja. Essa “carne” de soja, então, é o fim da picada, bagaço industrial da pior qualidade, sobra da extração do óleo. A única forma boa de consumir soja é a fermentada, como misso, shoyu, tempê e natto. E para obter proteína, existem tantos alimentos melhores! Um abraço, volte sempre 🙂

    Curtir

  29. Nossa! Que resposta rápida! 🙂 Muito brigada

    Vou dar uma olhada no correcotia então. Shoyo uso bastante… missô tenho na geladeira só envelhecendo, não consigo me acostumar com o gosto.

    Eu até que como ovo e leite/derivados, mas às vezes acho que preciso de uma proteína mais “punk” pra dar uma ativada, mais energia – e isso que já uso bastante condimento na comida… pimenta, curry etc. Mas como o meu tempo é pra lá de corrido acabo não fazendo uma comida tão equilibrada como deveria.

    Abração, e obrigada!

    Curtir

  30. Oi, Bárbara, adorei você chamar a “carne” de soja de proteína punk, não poderia ser melhor! Mas é melhor comer uma carninha, um peixe, um peito de frango… Eu me sinto bem comendo um pouco de carne.

    Curtir

  31. Não consigo… Nunca fui das mais carnívoras (e peixe nunca consegui comer… passava mal), e já sou vegetariana há 11 anos. A simples idéia de ingerir sangue me dá asco, uma aflição danada. Não fosse isso comia sim.

    (Mas também não aporrinho ninguém com discursos “verdófilos”, e vou em churrascaria numa boa… o buffet de saladas é sempre genial.)

    Até o ovo me dá aflição, pra falar a verdade, e só como poque sei que é preciso. O de granja, se bem me lembro das suas palavras, é no máximo uma “menstruação de galinha”… e o caipira fico com pudores de pensar que poderia ter se tornado um pintinho… Olhe só que patetice minha.

    Enfim, questões ideológicas, espirituais ou o que seja.

    Curtir

  32. (Ou seria “verdísticos”? 🙂 )

    Curtir

  33. Eu também tinha aflição quando era vegetariana.

    Curtir

  34. 🙂 Então você sabe como é.

    Beijos

    Curtir

  35. Como uma colher de soja ,meia de amendoim muido, uma de linhaça, uma de aveia e meia de po de coco de babaçu com um copo de leite , melão e mamão todas as manhãs. O que vc acha?

    Curtir

  36. Sinceramente? Acho horrível.

    Curtir

  37. Me explica porque a soja faz tanto mal?

    Curtir

  38. Oi, A., tá tudo explicadim em http://www.correcotia.com/soja , vai lá… São várias páginas…

    Curtir

  39. Oi Sonia! Já lí alguns dos teus livros e gosto de acompanhar tua evolução. Me responda: comer as sementes da uva, que são dificílimas de quebrar, pode fazer mal aos rins? Tenho comido demais por causa de problemas no sangue, mas tambem tenho problemas nos rins. Sabe se elas se desfazem fácil no organismo? Responde, tá? Saúde e sucesso pra ti.

    Curtir

  40. Puxa, me desculpe, nunca ouvi falar em comer sementes de uva assim, de propósito. Conheço o óleo de semente de uva. Não sei dizer o que acontece com elas, mas duvido que sejam bem digeridas. Saúde e sucesso pra ti também!

    Curtir

  41. Olá, Sonia, adorei… só conheci este artigo agora, mas é atemporal, certo?. Eu tenho hipotireoidismo crônico (doença conhecida por Hashimoto). Quando a 'soja' virou moda, eu comecei a consumi-la sem pesquisar seus efeitos. Não associava a ela o porquê de não fica bem no fina do dia… me dava uma necessidade imensa de comer qualquer coisa rápida, para repor energia. Precisava sempre atualizar minha dose do hormônio. Apenas há 1 ano descobri a causa do desconforto: alergia à soja. Por outro lado, sou fanática por amendoim, mais precisamente paçoquinha…rs Muito obrigada pelo excelente texto. A baço-pâncreas aqui agradece…rs Virginia

    Curtir

  42. Amendoim tem muito ácido fítico?

    Curtir

  43. Bastante. Mas isso não costuma ser um problema. Os chineses comem amendoim cozido e o ácido fítico praticamente some.

    Curtir

  44. Oi Sonia!

    Minha bebê (1 ano e 8 meses) está com tosse seca, assim como seu irmão, de 6 anos. O leite de amendoim pode ajudar?

    Curtir

  45. Leite de amendoim, Dhanna? Não conheço.

    Curtir

  46. Maria Aparecida Monteiro // 23 abril 2016 às 07:56 // Resposta

    Sonia eu não posso comer pois tenho divertículos, e muitos não sabem que têm essa doença e é muito perigoso.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: