sonia hirsch

jornalista e escritora focada em promoção da saúde

Cúrcuma, ou açafrão-da-terra: todo dia

Temperar é preciso, comer não é preciso. Alimentos podem encher a barriga, mas o que lhes dá mais alcance, profundidade e transcendência são as especiarias.

A cúrcuma, que em inglês se chama turmeric e em hindu haridra, é um desses temperos com os quais a vida melhora muito. E seu valor medicinal é tão grande que faz toda comida virar remédio.

Na feira você vai encontrá-la em forma de um pó amarelo-ouro que realça o sabor da comida e dá cor a qualquer coisa, do curry indiano à roupa dos monges. É boa para a pele, baixa o colesterol, protege o fígado, atua contra o câncer, trata a artrite, ajuda a digestão das proteínas, promove a absorção e regula o metabolismo, além de ser antiinflamatória, antimicrobiana, antioxidante, depurativa, desintoxicante, calmante e protetora do sistema cardiovascular. Chega? Não: faltou dizer que ajuda a formar o muco protetor do estômago e é muito útil em gripes, resfriados e dor de garganta.

Seu apelido “açafrão-da-terra” se deve à semelhança da cor da cúrcuma com a dos caríssimos estigmas da flor de açafrão, Crocus sativus, que dão um inigualável aroma e cor amarelada aos pratos com eles preparados na Espanha, na Índia, no Irã. Cento e cinquenta mil flores são necessárias para produzir um quilo de estigmas de açafrão – minúsculos filamentos que, dentro da flor, recolhem o pólen.

Já a cúrcuma (Curcuma longa) é irmã do gengibre e da galanga: fora da terra dá folha e flor, dentro guarda em segredo uns dedinhos tortos, marrom-alaranjados, que se pode usar frescos no inverno, quando são colhidos, para depois cozinhar no vapor, secar e moer os que sobrarem. Frescos: ralar, espremer, juntar o caldo no tempero do camarão, do peixe, do frango, do arroz ou dos legumes na hora de refogar. Em pó: guardar num vidro, misturar com outros temperos como fazem na Índia, usar um pouquinho em tudo o que for cozinhar – 1/4 a 1/2 colher (chá) por dia no total. Combina bem com gengibre, cardamomo, semente de coentro. Misturada a gorduras, a absorção (da cúrcuma) aumenta.

CHÁ Para gripe ou resfriado persistentes: 1 colher (chá) de cúrcuma em pó, 500 ml de água fervendo. Deixar em infusão durante 10 minutos. Tomar 3 vezes ao dia com um pouquinho de mel.

LAMBEDOR Para dor de garganta, polvilhar 1 colher (chá) de mel com pitadinhas de cúrcuma e lamber devagarinho.

Categorias:comer melhor

Tags:, , , , , , , , , , , ,

147 respostas

  1. Pôxa, que grande coincidência!Acabo de voltar do mercado, do qual trouxe o Açafrão-da-terra e vou usá-lo já! Muito obrigado pelas valiosas informações!;D

    Curtir

  2. Querida Sônia, contei para meus amigos sobre seu blog. Já que estas mesmas pessoas liam a revista e ficaram decepcionados também, por não haver mais sua coluna.
    Adorei seu blog. Parabéns!!!
    Eileen

    Curtir

  3. Pois é, a coluna deu cria 🙂

    beijos, obrigada pelo carinho

    Curtir

  4. Sonia,li que a curcuma,para ter efeito,deve ser misturada com a pimenta do reino? é verdade? que sabe sobre isto?
    Obrigada sempre

    Curtir

  5. Sonia,

    De vez em quando volto lá no Corre Cotia para ver se está publicando algo na web e hoje topei com o blog que por acaso vi num blogroll desconhecido. Que ótimo! Muito antes da internet você já procurava suas ilustrações originais como as de um blog. Acompanho-a há muitos e muitos anos, fiz curso seu mas antes já havia lido seu primeiro livro. Meu favorito é o Deixa Sair, e o meu exemplar, velhinho, que já emprestei a muitos.
    Um abraço,
    Silvia

    Curtir

  6. Nunca li nada a respeito de ter que misturar a cúrcuma com pimenta-do-reino para fazer efeito. Isso vem de fonte boa?

    Curtir

  7. Li no livro Anticancer,do Dr Servan-Shreiber, ele tamem recomenda a curcuma como antiinflamatorio,mais diz que com piemnta do reino,tambem extranhei,pois não explica o porque.

    Curtir

  8. Bom, o que mais existe atualmente é informação contraditória a respeito de alimentos & benefícios. O dr Servan Shreiber também recomenda tofu, apesar de todas as evidências de que é uma proteína desequilibrada.

    Curtir

  9. Sonia, tb vivi uma experiência com açafrão num ashram e, escrevendo sobre ele, lembrei de outro livro teu: “deixa sair” – pq lá só haviam 2 refeições por dia.
    A gente fica mesmo muito mais leve.
    http://caroldaemon.blogspot.com/2009/04/goura-vrindravana.html

    abs!

    Curtir

  10. Ainda sobre a questão da mistura com pimenta, citada nos comentários acima, na Folha Equilíbrio dessa semana saiu o seguinte artigo:

    Cúrcuma é ingrediente essencial ao curry em pó

    RACHEL BOTELHO
    DA REPORTAGEM LOCAL

    Nativo da Índia, o cúrcuma é um dos principais componentes do curry em pó, condimento preparado fresco no sul daquele país e conhecido no resto do globo em sua versão industrializada. Chamado também de açafrão-de-raiz ou gengibre dourado, pode ser usado em saladas, ensopados, sopas, molhos, peixe e arroz.
    Obtido dos rizomas da Curcuma longa, é vendido seco ou em pó. Marco Polo, ao encontrá-lo na China em 1280, descreveu-o como um “vegetal que tem todas as propriedades do verdadeiro açafrão, assim como o aroma e a cor”. Embora tenha sido preciso quanto à cor, o mesmo não se pode dizer do aroma e do sabor. Ainda assim, é usado como um substituto mais barato do açafrão.
    Segundo a medicina ayurvédica (tradicional indiana), é bom para doenças do estômago, curar ferimentos e “limpar o sangue”, sendo usado atualmente, na Índia, como remédio caseiro para torceduras e inchaços. No Ocidente, é considerado um importante alimento funcional. “É um dos melhores antioxidantes que existe, por ser riquíssimo em flavonoides”, afirma a nutricionista Daniela Jobst, membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA. “A curcumina é anti-inflamatória e antimutagênica, enquanto o curcumenol melhora a imunidade”, completa.
    Segundo o especialista em nutrição Joe Schwarcz, autor de “Uma Maçã por Dia” (ed. Jorge Zahar, 310 págs., R$ 25,90), os efeitos da planta não foram suficientemente estudados a ponto de haver uma recomendação sobre o consumo de quantias específicas, “mas adicionar pratos vegetarianos condimentados com açafrão-da-Índia à dieta é uma boa ideia”, principalmente com algumas pitadas de pimenta, que potencializa sua absorção.
    Isso porque a maior parte dos benefícios atribuídos à curcumina, como as propriedades de combater artrite, diversos tipos de câncer -como os de próstata, mama e cólon- e mal de Alzheimer, têm origem em estudos realizados com roedores, não com seres humanos.
    O autor canadense adverte, no entanto, que é preciso cuidado ao comer, porque o condimento é também um corante e, como tal, mancha tecidos.

    fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/equilibrio/eq1604200903.htm

    Curtir

  11. A cúrcuma não só mancha tecidos: tinge as roupas dos monges asiáticos de amarelo-açafrão, mancha as panelas de ágata, os dedos quando a gente rala, o fogão quando o chá entorna…

    Curtir

  12. Bem ,escutemos o que diz este medico:
    “Em Taiwan,os pesuisadores que tentaram tratar tumores cancerosos com o cúrcuma em cápsulas percebarm que ele era extremamente mal absorvido.De fato,quando não é misturado a pimenta-como sempre esteve no curry-,o cúrcuma não passa a barreira intestinal.A pimenta multiplica por 2000 a absorção de cúrcuma pelo organismo.A sabedoria indiana ,portanto,adiantou-se bastante em ralação a ciencia na descoberta das sinergias naturais entre os alimentos”
    Do livro Anticancer,de Servan-Schreiber
    Acho que toda informação debe ser atentamente escutada,e depois pesquisada,em beneficio de todos nos.

    Curtir

  13. Oi, Estela, pesquisas sérias são sempre bem-vindas. A cúrcuma é pesquisada há muito tempo e tenho material sobre ela em vários livros na minha estante. Um deles, pelo prestígio internacional do autor, deve ser suficiente para dirimir dúvidas: O Guia Deepak Chopra de Ervas, Editora Campus. Recomenda o livre uso da cúrcuma na comida e especifica sua ótima combinação com cominho, feno-grego e sementes de coentro (é o masala que eu uso em casa – masala, ou garam masala, é o nome da mistura indiana de especiarias que no Ocidente conhecemos como curry, cuja composição pode variar infinitamente). Não aparece nesse capítulo a palavra pimenta. E pimenta não se recomenda a pacientes em estado muito sensível.

    Não localizei o texto que você menciona no livro do Servan-Schreiber, que não tem índice. Mas tenho a maior resistência a aceitar prontamente algo que vem de “pesquisadores de Taiwan”, ainda mais que usavam cápsulas.

    Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Prefiro a tradição a certo tipo de “ciência”.

    Curtir

  14. Em tempo – para quem não sabe, o dr Deepak Chopra é hindu e pratica a medicina ayurvédica, o que inclui entender muito bem de alimentos, ervas e especiarias.

    Curtir

  15. Sem querer criar polemica,a tradição ,na India,não é o curry? então.ele não tem pimenta do reino?
    Veja, as paginas onde fala da curcuma no livro de Schreiber.O primero comentario é um capítulo inteirinho,vai da pág 131 até a pág133.O proximo comentario,esta na pág 151.

    Curtir

  16. Oi, Estela, vou postar uma crônica sobre temperos especialmente dedicada a você. E, por mero acaso, ela inclui uma receita tradicional de “curry”, garam masala, que não leva pimenta-do-reino. Mas tudo bem, você sabe: o que mais existe hoje é informação contraditória sobre comida.

    Curtir

  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    Curtir

  18. Voce tem toda a razão Sonia, o que mais existe são informações contraditorias sobre alimentação,e a gente fica tão perdida…,principalmente quando,como eu,estamos tentando fazer frente a um cancer.Por isso fico futucando um pouco, na tentativa de chegar a uma verdade.Muito obrigada pela cronica sobre temperos,sempre aprendo muito com voce.

    Curtir

  19. Oi, Estela, é que as verdades são muitas, e o câncer, uma caixa preta na mão dos oncologistas e da indústria farmacêutica. Desde que fiz o Almanaque de Bichos que dão em Gente soube que a maioria dos diagnósticos de câncer se confunde com o de parasitoses. Vermes, protozoários, fungos, tudo isso forma bolas, caroços, massas, abcessos. Fungos viajam por todos os sistemas do corpo, inclusive hormonal. Amebas podem estar no intestino, no fígado, no cérebro, no coração. Fiquei mais desconfiada ainda quando o Servan-Schreiber diz, no livro, que “o scanner PET (tomografia por emissão de pósitrons), normalmente utilizado para detectar cânceres, não faz senão medir as regiões do corpo que consomem mais glicose.” (pag 78) Adivinha quem também consome primariamente glicose? Os bichos que dão em gente.
    Fica a pergunta: Por que se dá tão pouca atenção à parasitologia, que é uma ciência médica? Será porque tratar de vermes não dá dinheiro?

    Curtir

  20. Oi Sonia

    Estou com cancer,metastase de mama no pulmão e fiz o petct que confirmou as células, mas lendo você falar em vermes, o que posso fazer para saber se tenho vermes?

    Curtir

  21. Oi, Maria Lucia, será que você pode me mandar o seu endereço de mail para continuarmos esse papo com privacidade? O meu é shirsch@terra.com.br . Em que cidade você está? Abraço e até já.

    Curtir

  22. oi sonia gostaria de saber mais sobre vermes tive um cancer que eles não sabem nem o nome nem o pq deu uma vs que não tem isso na minha familia e nem tenho vicios estava no rim tirei o rim direito estou em quimioterapia pode me mandar alguma coisa sobre verme rochagavioli@terra.com.br

    Curtir

  23. Atenção pessoal o cançer, nada mais é do que uma incapacidade do nosso organismo de expulsar uma célula defeituosa que nosso organismo produziu, em meio as milhões produzidas todos os dias,sendo assim, nosso organismo isola essa celula com uma inflamação ,que possibilita essa celula se multiplicar crinando um tumor. Não importa o quem gere o caroço se é uma celula ou um parasita,ele está lá pq não foi morto ou expulso pelo nosso organismo,quanto ao livro anticançêr , ele menciona como o agente fundamental no auxilio da cura/ou controle, a “curcumina”, que é um dos componentes quimicos da curcuma, em proporções pequenas a pimenta do reino auxilia sim a absorção da curcuma , pq ela gera micro ulcerações por onde, com o auxilio de oleos é lubrificada a absorção pelo organismo.

    Curtir

  24. Pessoal pelo que eu já li a cúrcuma deve ser consumida com pimenta, senão não é absorvida pelo organismo. No curry é utilizada a pimenta branca, em uma reportagem do globo reporter um médico francês orientou a fazer um molho com cúrcuma, pimenta do reino e azeite extra virgem .
    Isso deve ser verdade pois o uso do curry é milenar e deve haver um motivo da cúrcuma ser consumida misturada a especiarias, entre elas a pimenta, como no curry.

    Curtir

  25. Caro Anônimo, essa discussão já rolou aqui no blog e se você ler todos os comentários vai ver que não é bem assim. A menos que você tenha uma fonte de pesquisa melhor do que a citada no livro do Servan-Schreiber, que, ao que sei, é a origem dessa informação. O chamado curry nem sempre leva pimenta-do-reino. E corremos o risco de ter pessoas piorando por causa da pimenta, que pode ser muito ofensiva para organismos sensíveis e mucosas inflamadas.

    É igual a dizer que salsa e cebolinha *devem* ser consumidas juntas porque vêm semore num amarradinho. Até podem, mas não necessariamente.

    Curtir

  26. Sonia,tomei a liberdade de escrever para seu email sobre meu caso.Obrigada!

    Curtir

  27. 20/06/09
    Sonia ganhei de um amigo umas raizes…
    e plantei mais tarde fiquei sabendo que se tratava do açafrão da terra,ralei algumas raizes sequei-as e logo apois triturei-as. Gostaria de saber se esse pó pode ser adicionado no alimento,e se tem o poder vermifugo,e se crianças pode consumilas??
    e qual são os seus benificios para as crianças??

    Curtir

  28. Ué, você não leu o post? Cúrcuma pode ser adicionada a tudo, sem restrições de idade. Mas não é vermífuga. Se quiser saber tudo o que já rolou sobre cúrcuma no blog, dê uma busca lá em cima, na caixinha do Google, pesquisar no blog. É papo que não acaba!

    Curtir

  29. oi sonia,

    sempre é muito bom ve-la,café filosofico,no sem censura e a leda ter censurado.

    Curtir

  30. Gosto muito da Leda, ela sempre me dá muito espaço.

    Curtir

  31. Oi Sônia, colesterol alto, artrose nos pés que me causam imensas dores sao algumas das doenças que desenvolvi. Estou tomando um pouquinho de açafrao da terra misturado na agua por indicaçao de um médico daqui de Portugal.
    Bjs

    Curtir

  32. Bom médico esse!

    O óleo virgem de coco ajuda a baixar o colesterol, sabia? Além de ter outras virtudes preciosasa, como o combate aos fungos, que herdarào a terra…

    Curtir

  33. Oi Sônia. Fui ler sua materia sobre o oleo de coco e fiquei encantada.Vou ver se consigo encontrar aqui em Portugal… A menopausa para mim tem sido terrivel e tive calorões que só controlo com hormonio. Preciso urgente recuperar minha saúde.
    Obrigada pela pesquisa que nos trazem tantas informaçoes…. Bjs

    Curtir

  34. Bom dia sonia!!!!
    Será que consigo encontrar seus livros aqui em Portugal? Se nao encontrar o jeito é mandar vir do Brasil.

    Bjs

    Curtir

  35. Oi, Acioni, e não tentou o chá da folha de amora para os calores? Funciona muito bem! Bjs

    Curtir

  36. A gente manda os livros. Esta semana mesmo foi uma coleção para Lisboa, com 40% de desconto. 🙂

    Curtir

  37. Oi Sônia!!! Na minha cidade varias pessoas estao tomando vinagre de cidra com mel. Dizem que é otimo e cura muitas doenças…. Vc que pesquisa muito sobre saúde o que acha ? Fico com receio destes modismos.
    grata,

    Curtir

  38. O vinagre tem algumas virtudes, especialmente para a digestão, mas é um sabor considerado ofensivo pela medicina chinesa, o que quer dizer forte demais. Uma colherinha de vinagre de cidra, arroz, maçã ou vinho num copo de água pode ser aceitável; não sei a dosagem usada na sua cidade; o mel lubrifica os intestinos, ajuda a descarregar muco respiratório e digestivo, a combinação pode ter sabedoria. Só dá para decidir observando ou experimentando!

    Curtir

  39. Oi Sonia!!! Adorei encontrar vc. Acompanho vc há muito tempo e sou sua grande admiradora…. Agora vai uma perguntinha: tomo iogurte feito em casa e agora descobri o kefir. Posso tomar kefir e continuar com meu saboroso iogurte???
    Mil beijos e obrigada pela gentileza e informações!!!!

    Curtir

  40. Oi, querida, o pior que pode acontecer é soltar o intestino. Por que não experimentar? Beijo! 🙂

    Curtir

  41. Açafrão com pimenta-do-reino é uma mistura “formidável”, como me disse um especialista em medicina Ayurvedica. Disse-me ele que “ou use o Curry ou use açafrão com pimenta-do-reino, nunca o açafrão sozinho porque não é bem absorvido”.
    Não sei se ele seu o livro “Anticâncer” ou se isso é uma verdade entre os conhecedores da Ayurvedica…
    E mais, ele tem indicado “gengibre, açafrão e pimenta-do-reino”, em tempero todo dia, contra a gripe suína. (??)
    Não sei se é alguma contribuição, mas essa é a receita que recebi!
    Obrigado, abraço a todos e beijão a você Sonia!

    Curtir

  42. Oi, Akira,

    nunca li ou ouvi dizer que alguém tenha problemas com a cúrcuma (açafrão-da-terra), mas quantas pessoas você conhece que têm problema com pimenta?

    O melhor dos temperos me parece que é o bom senso!

    Curtir

  43. Bom dia Sonia!

    Quando fiz a pergunta sobre curcuma não especifiquei bem seria feito o chá cozinhando a curcuma com um pedacinho de pimeta vermeha que aqui no Paraná chamamos de dedo de moça,sei que na medicina chinesa as pimentas tem finalidades específicas de cura, exceto a pimenta do reino.De qualque maneira o melhor é sempre conferir com informações confiáveis como as que temos aqui, com vc.Obrigada e abraços a todos!! nancy@reativa.com

    Curtir

  44. Ola a todos.
    Por favor, onde eu poderia comprar capsulas de curcuma, de qualidade garantida ?

    Sonia Hirish
    Quanto a discussão da pimenta que li acima, voce mencionou um condimento chamado cominho, que pode não ser considerado pimenta, mas que segundo informações, é levemente “apimentado”. Concordo que dependendo da situação o uso da pimenta do reino não seja aconselhavel.
    Outra dúvida, o que é esse malasa que voce disse que utiliza. Poderia dizer como prepara ? Voce mistura ela ao curcuma ? Em que dosagens ?

    Obrigado a todos…

    Marcio

    Curtir

  45. Oi, Marcio, de fato se usa o mesmo nome para duas coisas diferentes, mas o açafrão-da-terra, ou cúrcuma (Curcuma longa) é o medicinal. Não sei onde você encontra as cápsulas, sempre uso em pó como tempero.

    Em http://www.soniahirsch.com/2009/04/temperando-o-papo-pra-cozinhar-o-galo.html você encontra uma receita de masala com as medidas, mas isso pode variar.

    Sobre dosagem, não tenho competência. Um abraço e tudo de bom!

    Sonia

    Curtir

  46. Esse assunto para min é novo cúrcuma, açafrão,curry, são todos da mesma planta, eu gosto muito de saber tudo sobre plantas e tudo o que pode ser usado para o bem do nosso corpo, nossa saúde. CIBELE

    Curtir

  47. Oi Sônia!

    O uso constante da cúrcuma mancha os dentes e deixa a pele amarelada? Uso aparelho ortodôntico com borrachinhas brancas, e elas ficam amarelinhas, amarelinhas quando como arroz com cúrcuma! Eu até gosto, e minha ortodontista me disse que o tom do amarelo é lindo, heheh! Mesmo se você consumir a cúrcuma só uma vez na semana e escovar os dentes três vezes por dia, o tom amarelinho fica na borrachinha! O que eu ainda não sei é se os dentes vão ficando amarelados com o tempo, porque só estou consumindo a cúrcuma há uns dois meses…
    Como tenho a pele meio pálida, tenho receio de consumir diariamente e ficar com a pele amarelada, como acontece quando consumimos muito caroteno da cenoura, por exemplo…

    Obrigada pelos artigos e pela atenção com todos!

    Beijão!

    Curtir

  48. Oi, Roberta, não tem a menor possibilidade de você ficar amarela porque come cúrcuma. O pigmento serve para tingir roupas e borrachinhas de aparelho, entre outras coisas, mas não fica na pele nem nos dentes. Pastinha de cúrcuma com água é 10 para passar em espinhas e inflamações da pele. Deixa secar, depois lava com água. Dica do dr Deepak Chopra em seu Guia de Ervas, editora Campus.

    Curtir

  49. Que ótimo saber disso, Sonia! Adorei a dica da pasta de cúrcuma sobre espinhas! Vou experimentar!

    Essa planta é terrivelmente milagrosa… Vai ver até que foram os ETs que a trouxeram de alguma galáxia distante… Não foi à toa que os americanos espertalhões até chegaram a patentear a cúrcuma para tratamento contra inflamação, mas a patente foi revogada por pressão do povo indiano, que usou um argumento indiscutível: já usamos a cúrcuma na Ayurveda há milênios… Essa informação é de uma fonte segura: do site da American Botanical Council.

    Obrigada!

    Curtir