sonia hirsch

jornalista e escritora focada em promoção da saúde

Cúrcuma, ou açafrão-da-terra: todo dia

Temperar é preciso, comer não é preciso. Alimentos podem encher a barriga, mas o que lhes dá mais alcance, profundidade e transcendência são as especiarias.

A cúrcuma, que em inglês se chama turmeric e em hindu haridra, é um desses temperos com os quais a vida melhora muito. E seu valor medicinal é tão grande que faz toda comida virar remédio.

Na feira você vai encontrá-la em forma de um pó amarelo-ouro que realça o sabor da comida e dá cor a qualquer coisa, do curry indiano à roupa dos monges. É boa para a pele, baixa o colesterol, protege o fígado, atua contra o câncer, trata a artrite, ajuda a digestão das proteínas, promove a absorção e regula o metabolismo, além de ser antiinflamatória, antimicrobiana, antioxidante, depurativa, desintoxicante, calmante e protetora do sistema cardiovascular. Chega? Não: faltou dizer que ajuda a formar o muco protetor do estômago e é muito útil em gripes, resfriados e dor de garganta.

Seu apelido “açafrão-da-terra” se deve à semelhança da cor da cúrcuma com a dos caríssimos estigmas da flor de açafrão, Crocus sativus, que dão um inigualável aroma e cor amarelada aos pratos com eles preparados na Espanha, na Índia, no Irã. Cento e cinquenta mil flores são necessárias para produzir um quilo de estigmas de açafrão – minúsculos filamentos que, dentro da flor, recolhem o pólen.

Já a cúrcuma (Curcuma longa) é irmã do gengibre e da galanga: fora da terra dá folha e flor, dentro guarda em segredo uns dedinhos tortos, marrom-alaranjados, que se pode usar frescos no inverno, quando são colhidos, para depois cozinhar no vapor, secar e moer os que sobrarem. Frescos: ralar, espremer, juntar o caldo no tempero do camarão, do peixe, do frango, do arroz ou dos legumes na hora de refogar. Em pó: guardar num vidro, misturar com outros temperos como fazem na Índia, usar um pouquinho em tudo o que for cozinhar – 1/4 a 1/2 colher (chá) por dia no total. Combina bem com gengibre, cardamomo, semente de coentro. Misturada a gorduras, a absorção (da cúrcuma) aumenta.

CHÁ Para gripe ou resfriado persistentes: 1 colher (chá) de cúrcuma em pó, 500 ml de água fervendo. Deixar em infusão durante 10 minutos. Tomar 3 vezes ao dia com um pouquinho de mel.

LAMBEDOR Para dor de garganta, polvilhar 1 colher (chá) de mel com pitadinhas de cúrcuma e lamber devagarinho.

Categorias:comer melhor

Tags:, , , , , , , , , , , ,

147 respostas

  1. Adorei toda essa conversa, vou usar cúrcuma diariamente. Já uso o kefir de água, que adoro. Mas garanto que cúrcuma com pimenta é ótimo, e pimenta faz muito bem para o estômago, contrariamente ao que se pensa, até para quem teve úlcera, coma a minha mãe, que adoooooora pimenta; mas sempre com muita moderação, claro! beijo!

    Curtir

  2. Oi gente!

    Ontem experimentei a pasta de cúrcuma sobre umas espinhas bobas que apareceram em meu queixo. Deixei por uns quarenta minutos, e senti um leve ardor na pele. Depois retirei com água, e minha pele ficou amarelada. Então passei um sabonete de argila, e ainda sobrou um vestígio amarelado. Coloquei um pouquinho de óleo de côco virgem na pele, passei um algodão por cima e saiu quase todo o tom amarelado. Hoje acordei e tive uma surpresa: as espinhas secaram, e aquelas manchinhas marrons tradicionais das espinhas recentes estavam bastante atenuadas, e não havia mais tom amarelado na pele… Como eu disse… essa planta é alienígna, gente… Só pode ser, heheheh….. 😀

    Beijão a todos!

    Curtir

  3. Roberta, adoro a sua animação! Olhaí, gente, experiência ao vivo e a cores – ainda que amareladas! 🙂

    Curtir

  4. eu disse aí que a pimenta faz bem, mas uma observação: a que vem no curry não presta,pimenta do reino já moída faz mal, isso quer dizer que não é bom comer o curry por causa dos ingredientes ruins que vem junto. o bom é a cúrcuma, ou açafrão -da- terra. sônia, vc calça o meu número, vc é bárbara, inteligente como nunca. parabéns!!!!!

    Curtir

  5. Oi, Sonia! Li em algum lugar que a curcuma só deve ser consumida como tempero que vai ao fogo. Existe algum fundamento nisso? Ela não traria os benefícios à saúde se fosse consumida, p.ex,num iogurte? Obrigada, um abração!

    Curtir

  6. Oi, Andrea, o pessoal põe chifre em cabeça de cavalo… Pode consumir sem ir ao fogo, na boa. Eu faço isso todo dia e estou aqui 🙂

    Curtir

  7. Sobre misturar cúrcuma com pimenta, li ontem essa notícia:
    Um estudo recente feito por pesquisadores do Comprehensive Cancer Center, da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, afirma que certas especiarias, como a pimenta preta, podem prevenir o aparecimento de câncer de mama.
    Segundo os pesquisadores, a união dos compostos piperina e a curcumina, o primeiro encontrado na pimenta preta e o segundo é o principal ingrediente do curry, reduz o aparecimento de células cancerígenas e não danifica células saudáveis da mama. De acordo com os pesquisadores, por serem antioxidantes polifenóis, a curcumina e a piperina possuem anti-inflamatórios, que protegem o corpo.
    Os pesquisadores afirmam que, inicialmente, a combinação de especiarias impediu a produção de novas células cancerígenas de um câncer inicial. Os pesquisadores afirmam, porém, que mais testes são necessários para identificar o real efeito das especiarias com relação ao câncer de mama.

    Curtir

  8. Perguntinha chata: qual indústria está patrocinando as pesquisas?

    Curtir

  9. Tudo o que eu li até agora sobre a curcumina, é que, apesar de suas extraordinárias propriedades, ela tem um problema de biodisponibilidade – aparentemente, muito se perde pelo processo digestivo se ela for consumida pura.

    Funciona bem nos experimentos “in vitro” de casos de câncer, por ex., mas não tem a mesma eficiência por via oral. Talvez por isso esteja sendo mais estudada nos casos de câncer do sistema digestivo, onde não é necessária a absorção sistêmica.

    O estudo a que o “anônimo” se refere é “in vitro”, e pode ser lido aqui. E, nesse caso em particular o estudo foi parcialmente patrocinado pela Sabinsa Corporation, who manufactures and markets phytonutrients, Ayurvedic herbal extracts and specialty fine chemicals for nutritional, pharmaceutical and food industries…

    De qualquer forma, já li em vários lugares que a associação da pimenta aumenta a biodisponibilidade inicial da curcumina; mas sua absorção se iguala à curcumina pura após 1 hora. Entretanto, essa biodisponibilidade parece ser definitiamente melhorada se a curcumina for consumida dissolvida em algum tipo de gordura morna ou água morna.

    O típico curry indiano, por exemplo, leva o açafrão, a pimenta e a gordura em forma de óleos de palma (dendê) ou leite de côco. Pura sinergia…

    http://en.wikipedia.org/wiki/Curcumin

    Curtir

  10. Não existe típico curry indiano. Já postei sobre isso a propósito desta discussão.

    Curtir

  11. Desculpe, Sonia – “típico” foi maneira de dizer, possivelmente pelas referências do que já comi, ou associação livre, talvez, com a referência desse artigo que cita o curry indiano como sendo feito com curcumina em base oleosa, e “spicy” devido ao uso, por exemplo, da pimenta cayena – que aliás, por si só, parece ser um medicamento poderoso. Obviamente, não para todos!

    Curtir

  12. Oi, não entendi bem o seguinte: se quiser fazer a curcuma em pó o processo é: cozinhar no vapor, fatiar, desidratar, moer e peneirar? ou: fatiar crua, desidratar, moer e peneirar? gostaria também de saber se posso usar o mesmo processo para fazer o gengibre em pó. Havia até imaginado no caso do gengibre, fazê-lo como se faz a com o polvilho da araruta, que é ralar, misturada em água, espremer bem com um pano este liquido com as partes moídas, e deixar sedimentar o pó, tirar a água,deixar secar e peneirar bem, aí temos o polvilho de araruta.

    Curtir

  13. A receita que eu conheço é cozinhar etc. Sobre gengibre, não sei; já me disseram que o princípio ativo está concentrado na casca.

    Curtir

  14. uso o curry diariamente,junto com alho,cebola,pimenta malagueta e oleo de azeite extra de oliva,está correta essa maneira pessoal de usar o curry?e a pimenta malaqueta no lugar da pimenta do reino?embora como ja percebi o curry já vem misturado com a pimenta do reino e outros,portanto não precisa necessariamen fazer a mistura que faço ?
    gigi/cuiaba-mt

    Curtir

  15. E você pergunta a mim, Gigi? Como é que eu vou saber o que é melhor pra você?

    Curtir

  16. Ola Sonia,
    Vc responde perguntas feitas por email? Te mandei um ontem… meu endereço é tiago.pcosta@gmail.com
    Obrigado,
    Tiago

    Curtir

  17. Oi, Tiago, respondi hoje ao seu email. Ontem fiquei o dia todo sem conexão, daí a demora. Um abraço!

    Curtir

  18. Adorei seu blog. Quero saber se o açãfrãonosso (brasileiro) é o mesmo curcuma da India?

    Curtir

  19. Não, não é, e isso está explicadim no primeiro texto lá em cima…

    Curtir

  20. Já uso faz muito tempo a curcuma, que chamamos a açafrão. Tb tenho plantaçoes do mesmo.

    Curtir

  21. Olá, algumas pesquisas recentes informam que o curry combate o câncer de esôfago. Mas eu gostaria de saber como devo utilizá-lo para que isso funcione bem. Tem que ser diariamente? E em que tipo de alimentos? Arroz, frango, bifes, etc?

    Curtir

  22. Oi, Martin, lamento não poder ajudá-lo. Eu me dedico mais à promoção da saúde, por isso a cúrcuma tem muito espaço aqui. Talvez você tenha mais sorte se procurar respostas no mesmo lugar onde achou essas pesquisas. Ou talvez não sejam pesquisas sérias, porque curry é um condimento picante que deve ser evitado por quem tem alguma lesão nos tecidos, como é o caso do câncer no esôfago. Se é que é câncer mesmo.

    Curtir

  23. gostei muito do bolg,fiquei muito interessado em fazer uso da curcuma,mas tenho uma duvida;como comprar a verdadeira e não o açafrão brasileiro,que parece não ser a mesma?

    Curtir

  24. A cúrcuma é o açafrão-da-terra, nome latino Curcuma longa, e a brasileira é ótima. Sua dúvida se esclarece se você reler o quarto parágrafo do post.

    Curtir

  25. Gostaria de saber como comprar a cúrcuma em pó.Agradeço desde já.

    Curtir

  26. Oi, Meriziane, eu compro no supermercado, seção de temperos. Um abraço!

    Curtir

  27. Recebi de Ulf Bogdawa uma cópia do email abaixo, dirigido ao veterinário que atende seus animais. Ele estava às voltas com vários cistos sebáceos em sua cadela Babi e fez uso do açafrão-da-terra, que parece ter funcionado – embora também tenha usado antibiótico no início.

    “Escrevo este mail para dar um feedback da Babi (golden retreiver) e sobre minhas experiências com o Tumérico ou Açafrão da Terra em relação aos cistos sebáceos em caninos.

    Aquele cisto que inflamou na Babi (área bem inchada), após 4 ou 5 dias tomando o antibiótico e a pomada com compressa quente, acabou estourando. Eu espremi todo o pus que tinha (era bastante) até ter certeza de não ter mais nada (ela não expressou nehuma incomodação, portanto não deve ter sentido nada). Aquele local cicatrizou sem nehum problema e não há mais sinal de nada naquela região.

    Vou relatar um pouco da impressão que eu e minha esposa temos sobre o tratamento alternativo que estamos fazendo com a Babi. Dos 5 a 7 cistos sebáceos espalhados pelo corpo, sobraram apenas 2 (e um estourou agora). Estamos dando para a Babi ha quase dois meses uma colher de chá de pó de açafrão da terra misturado com um pouco de azeite de oliva (para ser absorvido pelo corpo). Não sei se é coincidência, mas a nossa percepção é bem positiva. Talvez devas fazer experiências em outros animais para ver se o resultado confere. É que a gente fica sempre de pé atrás com o que se encontra na Internet. Mas também tem muita dica interessante e válida. Olha abaixo os links que falam sobre o tema:

    http://www.earthclinic.com/Pets/cysts.html (ler o artigo do Tumeric)

    http://www.vitaminstuff.com/herbs-turmeric.html

    Valeu, Ulf, obrigada pelas dicas, um abraço!

    Curtir

  28. amei ter achado seu blog sonia!admiro seu trabalho.estava procurando propriedades do açafrao…seu blog e otimo.parabens.bjs.

    Curtir

  29. Oi, Rozeni, bem-vinda – e volte sempre 🙂

    Curtir

  30. Oi Sonia,
    Colhi uma quantidade boa de açafçrão em minha chácara e estava a procura de informações de como armazenar- lo para consunir o ano todo. Ai achei seu blog adorei as informações.
    Abraços
    Hervecio Sumaré SP

    Curtir

  31. Oi, Hervecio, também vou colher o meu esta semana. Bom, né? Um abraço, volte sempre!

    Curtir

  32. Olá,
    Esses dias colhi muito açafrão da terra. Está tudo guardado não sei usar.
    Na verdade gostaria de saber se tem como desidratar para que não estrague.
    Se tiver, você poderia me ensinar?
    Obrigada.

    Curtir

  33. Oi, Evelise, estou na mesma situação, colhendo uma quantidade grande. A orientação da Leide Cristine, da Coperaçafrão, é literalmente a seguinte: “arranquio (planta com 18 meses), lavagem dos rizomas, cozimento até vc perceber que ele está quase derretendo, secagem direta ao sol por até 20 dias. Nesse período de secagem o açafrão se reduzirá à cerca de 16% da sua produção inicial. Depois moagem.”

    Não sei quanto tempo vou levar para cozinhar tudo o que colher – os rizomas ainda estão debaixo da terra, mas eu plantei acho que meio carrinho de mão 2 anos atrás, então será muito açafrão! Como você vai fazer primeiro, me conta?

    Sobre a moagem, não tendo um moinho de cereais, será que liquidificador serve?

    Sobre não estragar, é o seguinte: não estraga. Ha anos ganhei um rizoma do ceramista e escultor Zé Andrade e botei no bolso do casaco de camurça, estava frio. Passei um ano sem usar o casaco. Quando vesti de novo, no inverno seguinte, estava lá do mesmo jeito. Plantei e hoje aquele rizoma virou uma roça…

    Curtir

  34. PS – Evelise, achei um toque da Leide em outro mail: “Esqueci de dizer que se preferir, ao invés de cozinhá-lo, poderia fatiá-lo, secá-lo e moê-lo também.” Um abraço!

    Curtir

  35. Prezada Glaucia, removi seus comentários. O tipo de informação em que você se baseia para estimular as pessoas a só usarem cúrcuma com pimenta-do-reino não está clara o suficiente para mim, pois não cita fontes. Como jornalista e pesquisadora independente, dou muito valor a isso e argumento com base em autores consagrados. Sugiro que você faça o seu próprio blog para defender suas ideias. Um abraço!

    Curtir

  36. Retificando e esclarecendo melhor a quem interessar possa: O tipo de informação não fica claro. Entendo que exista interesse em produzir cápsulas que supostamente evitam o câncer, e que nessa linha de raciocínio procurem potencializar a curcumina ou facilitar sua absorção. Mas entendo também que o câncer é resultado de muitos fatores, e que não basta tomar cápsulas do que quer que seja para evitá-lo se o conjunto da obra for deficiente. Estilo de vida e de alimentação contribuem positivamente para manter a saúde e evitar que probleminhas se agravem. O organismo se corrige quando lhe é dada a oportunidade. A cúrcuma, usada com tempero, bem como alho, orégano, gengibre, tomilho, alecrim e tantos outros, contribui beneficamente. Pimenta-do-reino já é outro caso – uns podem com ela, outros não – especialmente se as mucosas intestinais estiverem inflamadas, como ocorre com a maioria das pessoas. Será que esclareci?

    Curtir

  37. Muito obrigada Sonia.
    Pois é, minha sogra plantou o açafrão e ela faleceu há dois meses.
    Agora começou a secar as folhas e somos lá xeretar, achamos muito açafrão. Colhemos metade e ainda tem pra colher.
    Os outros não quiseram, mas eu tenho pena porque no quintal dela tem muita coisa boa, ai fico cuidando pra não perder. Ela tem babosa, hortelã, menta, melissa, lavanda, alecrim, guaco, salsinha, cebolinha, pimenta, tomatinho e até citronela que é tão dificil de pegar…

    Curtir

  38. Oi, Evelise, ainda bem que a nora dela faz jús à herança, né? E você viu como a folha seca da cúrcuma é cheirosa? Abração!

    Curtir

  39. anonima: gostei das informaçoes sobre a Curcuma, tenho um terreno no qual axiste essa planta, o meu cunhado disse que e bom condimento que faz bem a saude, lendo as informaçoes conclui que realmente esse condimento e valioso. Valeu a pena pesquisar! Bjos.

    Curtir

  40. Pela primeira vez colhi açafrão. Deu 3 baldes cheios. Estou fazendo minhas próprias experiências: primeiro lavei tudo. Uma pequena parte cortei em rodelas finas e coloquei num vidro. Quando estava quase cheio botei azeite de oliva. Vamos ver no que dá. Uma metade cortei em rodelas e estou pondo no sol para secar. Como está chovendo muito, vou intercalando com o forno em temperatura baixa. Depois que secar bem, vou liquidificar e peneirar pra ver se dá certo como pó. E a outra metade vou deixar só guardada. É aprimeira vez que vou consumir açafrão.
    Obrigada pelas informações tão valiosas! De agora em diante sempre vou estar ligada no seu blog. Parabéns!

    Curtir

  41. Oi, colega, comecei a colher aqui também, sempre fico encantada com a quantidade de mãozinhas e dedinhos cor de açafrão… Gostei da ideia de curtir em azeite. Na cachaça também deve ser boa pra muita coisa. Depois me conta as suas aventuras com ela? Obrigada, um abraço!

    Curtir

  42. sonia o que voce recomenda para evitarmos o alzheimer, tenho historico na familia e gostaria de me prevenir. Obrigada e te adoro de montão !!! super bj.

    Curtir

  43. Oi, Cleu, o que eu recomendo é sempre a mesma coisa: comer bem, de tudo o que tiver boa qualidade, evitar produtos industrializados, fazer pão de fermentação caseira, adotar os probióticos e temperos bacanas como a cúrcuma…

    O que se chama de alzheimer sempre existiu em certa medida, era a demência senil. Mas pessoas bem nutridas não têm. Você poderia pesquisar o perfil alimentar e comportamental das pessoas que apresentaram esse quadro para conferir.

    Sem esquecer de que tratar as parasitoses previne muitos problemas, inclusive mentais. Um abraço!

    Curtir

  44. gostaria de saber se preservo as propriedade medicinais e benéficas da curcuma ao utiliza-la fritando um ovo?

    Curtir

  45. Depois que eu conheci as propriedades do Açafrão da terra eu tenho usado ele direto. Descobri na feria ecológica uma receita deliciosa de suco, ai vai a receita:

    – Açafrão da terra fresco (bem pouquinho para não amargar o suco)
    – Gengibre (pode colocar o dobro de açafrão)
    – Um limão descascado
    – Açúcar mascavo a gosto
    – 500 ml de água gelada

    Bater tudo no liquidificador e servir

    Curtir

  46. Oi, Samantha, eu uso e recomendo cúrcuma todo dia na comida. Mas se tiver que botar açúcar mascavo para usar, recomendo não… 😉 Abração!

    Curtir

  47. Oi Sonia, como faço para retirar mancha de açafrão da roupa branca, Obrigada Alessandra

    Curtir

  48. Ih, acho difícil. Açafrão serve para tingir roupa… Mas quem sabe, lavando, lavando e lavando, saia…

    Curtir

  49. Oi Sonia! Que legal a forma com a qual escreves… Eu sempre que volto da Índia, vou anualmente, visto que desenvolvo roteiros naquele pais… trago muito tempero… Adoro cozinhar e adoro comida indiana…acabei de abrir um pacotinho de tumérico! e, enquanto escrevo saboreio-o… Escuta, como eu estou com uma feridinha eu queria tentar o tumérico sobre ela… me ensinas a fazer uma compressinha?

    Curtir