Cúrcuma x cupins

Bom, a cúrcuma não cessa de se mostrar. Acabo de ler O afinador de piano, de Daniel Mason, Cia das Letras, que se passa principalmente nas entranhas úmidas e montanhosas da Birmânia. Lá pelas tantas o personagem-título, um londrino, abre o piano de cauda que foi chamado a afinar e sente um cheiro forte. “Desconhecido, pesado, lembrando o caril.” O que era? Cúrcuma. Um costume dos chans da Birmânia para proteger a madeira do ataque dos cupins: esfregar cúrcuma em pó.

2 comentários em Cúrcuma x cupins

  1. Nossa, vou experimentar… tenho um móvel lindo aqui em casa que os cupis adotaram como moradia, quem sabe consigo fazê-los arrumar a mudança?

    Curtir

  2. Hahahah! Adorei o comentário, Vera!

    Se a cúrcuma tem esse efeito sobre os cupins, imagine como deve detonar os vírus, bactérias, radicais livres e toxinas no nosso organismo…

    Beijão, Sonia!

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: