Dos leitores: e-mail da Solange

Oi, Sonia, escrevo para dizer para suas leitoras uma coisa da minha experiência pessoal. Moro sozinha e não tenho quem cozinhe para mim. Tive um período em que, além de trabalhar, eu estudava à noite e dedicava pouco tempo a pensar no que ia comer, fora e dentro de casa; então comia muitas coisas fáceis de comprar e consumir – biscoitinhos, requeijão, torradas… No intervalo das aulas jantava capuccino com pãozinho de queijo… Enfim, me alimentava quase que só dessas coisas deliciosas que a gente come principalmente quando não pensa.

Essas comidinhas são que nem televisão, dão aquele torpor… Eu fiz Psicologia e numa determinada aula falaram que existem três tipos de drogas: as alucinogênicas, as excitatórias e as saciatórias, e a comida foi incluída entre as saciatórias, junto com barbitúricos e álcool, que na primeira fase excita mas depois dá torpor. É o gostoso de ficar pesada, como se estivesse relaxada, mas na verdade o que está acontecendo é todo um esforço a mais do organismo para dar conta de tanta coisa.

Com o tempo comecei a ficar mais inchada, com menos disposição na hora de acordar. Me sentia pesada, como se nunca tivesse tempo suficiente à noite para digerir tudo o que eu tinha consumido. Engordei pelo menos um quilo por ano e tinha muita prisão de ventre. Estava chegando a um limite, estava me sentindo muito mal. Insatisfeita com a minha sensaçào e com a forma corporal. Tinha me viciado naquela comida e precisava fazer uma coisa radical para mudar – uma coisa que envolvesse mudança de hábito e de crença mesmo. Resolvi me informar e levar a sério a informação.

De tudo o que li, o que mais me atraiu foi comer mais vegetais e me alimentar só de líquidos e frutas ate o meio-dia. Comecei a incluir na minha rotina ir uma vez por semana à feira. Passou a ser uma atividade que me dá o maior prazer, como ir à praia. Tenho prazer de escolher as frutas, as verduras, ver que a oferta muda de acordo com a época. Adoro descobrir o nome dos vegetais e perguntar ao feirante como faz, se é para comer cru ou comer quente – os feirantes em geral gostam de comer o que vendem.

E aí, quando sinto fome ou vontade de comer, tenho muita escolha de frutas e vegetais, em casa e no consultório. Não dá tempo de ficar tomando conta do fogão, mas soube de uma panela elétrica japonesa que cozinha arroz e comprei. Nela faço arroz integral, colocando 50% mais água, umas fatias de gengibre e uma colherinha de sal para conservar os minerais, e depois como com gersal e salsinha.

De sobremesa gosto de fazer vodus de frutas – espeto cravos nas maçãs, nas peras ou nos pêssegos, que são meus favoritos, na banana com casca, tudo com casca – e ponho para cozinhar abafadinho, com o fogo bem baixo. Isso porque no inverno percebi que é melhor comer a fruta quente; no começo eu comia tudo cru, mesmo que o tempo estivesse frio, e tive muita gripe.

Também gosto de tomar missoshiru antes de comer, fervo uma cebola, um alho-poró ou qualquer vegetal, desmancho o missô e acrescento cebolinha verde. É ótimo para os intestinos e dá muita energia no frio.

E é isso, Sonia, que eu queria dizer. Ter uma geladeira cheia das coisas certas significa emagrecer e ficar em forma, fisica e mentalmente. É você escolher e não ser escolhida pela comida. Posso dizer que isso mudou minha vida.

Um abraço

Solange

(PE)

19 comentários em Dos leitores: e-mail da Solange

  1. Solange, vivi um experiência semelhante. Comer melhor muda radicalmente nossa vida. 🙂bjs

    Curtir

  2. Sonia,estive numa reserva ambiental zen e lembrei de vc tomando café, deixei minha experiência registrada no meu blog:http://caroldaemon.blogspot.com/2009/04/udon-o-melhor-cafe-da-manha.html

    Curtir

  3. Não podia estar melhor explicada a alimentação compulsiva…e irreflectida.
    O excesso de peso é também uma forma de subnutrição.
    Gostei do seu blog.

    Curtir

  4. Adorei o e-mail da Solange. Como eterno estudante de Medicina Tradicional Chinesa, pude observar um padrão alimentar extremamente rico em Umidade e Frio (leite e derivados, pães, torradas), o que explica facilmente o fato de ter ficado inchada, o aumento de peso e o torpor que estava tomando conta de você. Com a troca da alimentação, a Solange deu um passo em direção a uma mudança benéfica, mas cometeu um erro muito comum, que é o consumo de frutas de natureza fria (maçãs, peras, bananas) no inverno, o que contribui muito para o aparecimento de gripes e resfriado, mas felizmente Solange percebeu isso a tempo e mudou a forma de consumir as referidas frutas.
    Missoshiru é um prato excelente, principalmente para quem mora em regiões onde faz muito frio no inverno, porque ele ajuda a movimentar a Energia do Estômago, e dos Intestinos, facilitando muito a digestão.
    Parabéns à leitora e desculpas pelo comentário muito grande, não pude evitar.

    Curtir

  5. Solange,
    Apreciei seu comentáario principalmente sobre o missô. Neste tempo de inverno é uma ótima dica.
    parabens!
    Lucas

    Curtir

  6. Isso é tudo o que a maioria das minhas pacientes precisariam escutar! vou imprimir e entregar na consulta!

    Curtir

  7. Silvia - BH // 27 junho 2011 às 19:00 // Resposta

    Que boa dica você deu para o inverno aqui http://www.soniahirsch.com/2011/04/confusao-mental-nos-idosos-falta-de.html

    Não tenho tido vontade de tomar água. Mas esta do caldo está me salvando no friozinho. Como boa mineira não uso só a cebolinha mas uma couve também.

    Tem mais receitas de caldos para poder variar? E quanto de misso posso usar num dia? 1 colher de sopa ou mais?
    Um beijo,

    Silvia – BH

    Curtir

  8. Oi, Silvia querida, não tinha visto seu comentário. O missô pode ser usado até 2 colheres/chá por dia, se forem 2 sopinhas, sempre com verdinhos para equilibrar. Eu gosto de caldo de galinha (frango, né? caipira), uso carcaça, pescoço, pés e asas com pele para o caldo, coloco cenoura, nabo, alho e bouquet garni (ervinhas diversas com tomilho) e deixo cozinhar 3, 4 horas em fogo baixo. Espero esfriar, coo tudo (essa falta de acento me choca), dispenso e guardo o caldo, concentrado, que pode ser congelado em porções. A mesma coisa faço com osso de tutano, sem carne. E me farto de tutano nesta época, que me parece bem indicada 😉
    beijão, Silvia!

    Curtir

  9. Sueli Machado // 13 setembro 2011 às 19:06 // Resposta

    Essas minhoquinhas no box e no ralo do banheiro são larvas de insetos, mosquinhas, mosquitinhos. Lavar o chão e o ralo com candida.

    Curtir

  10. ola doutora eu tenho 16 anos e ha algun tempo eu venho tendo muito apetite e mesmo assim emagreço cada dia mais minhas unhas estao roidas e eu tenho as maos muito desastradas qual verme eu tenho?e qual é um bom remedio caseiro

    Curtir

  11. por favor doutora estou ficando preocupado

    Curtir

  12. Pode ser verme sim, Galego. Converse com um farmacêutico. Um abraço!

    Curtir

  13. Querida Sonia
    Suspeito que tenho vermes, pois me sinto mal, sinto nauseas toda vez que termino de comer, e coceira no corpo especialmente na regiao lombar sem nenhuma erupcao na pele, eu sei que os exames de fezes de agora nao sao mais confiaveis, mas ouvi dizer que a senhora conhece um laboratorio muito bom, que faz exame de fezes com resultados confiaveis, a senhora ja ate postou algo neste blog em post. mais antigas, mas nao consigo encontrar, a senhora poderia me dizer onde fica esse laboratorio, ou medico de confianca que faz exames de fezes que se possa confiar?

    Curtir

  14. Oi, Sem Nome, o laboratório é o do dr Helio Copelman, no Rio, tel 21 2548-0648. Ligue para saber como coletar e mandar as amostras. Um abraço!

    Curtir

  15. Oi queria muito uma ajuda…
    Eu tive uma enflamacao na garganta e logo passou e agora parece ter um bolo na minha garganta e estou com medo de ser verme…
    Ja fez 10 meses que nao fasso exames de fezes
    E a dois dias eu evacuei e saiu um verme morto daqueles mas comuns eu ja tive quando era pequena..Eu nao estava com nenhum sintoma ate acontecer isso agora tem esse bolo na garganta…
    O que voce acha me ajuda por favor..
    E se eu tomar Zentel elas saem enteiras ou desmanchadas??socorro

    Curtir

  16. Oi queria muito uma ajuda…
    Eu tive uma enflamacao na garganta e logo passou e agora parece ter um bolo na minha garganta e estou com medo de ser verme…
    Ja fez 10 meses que nao fasso exames de fezes
    E a dois dias eu evacuei e saiu um verme morto daqueles mas comuns eu ja tive quando era pequena..Eu nao estava com nenhum sintoma ate acontecer isso agora tem esse bolo na garganta…
    O que voce acha me ajuda por favor..
    E se eu tomar Zentel elas saem enteiras ou desmanchadas??socorro

    Curtir

  17. Anônima, parece verme sim. Converse com o farmacêutico, ele pode ajudar. Um abraço!

    Curtir

  18. Toda vez que releio este relato da Solange aprecio-o como se fosse a primeira vez!

    Curtir

  19. Maravilhoso!! Ano passado tive a oportunidade de ter acompanhamento de uma Ortomolecular e consegui emagrecer 20kg e, finalmente, chegar no “peso normal” segundo o IMC. Foi uma real mudança de vida! Mas eu ainda tenho dificuldade em manter essa rotina 100%. Agora no fim de ano, eu tirei férias e acabei “escorregando” na alimentação.. e já engordei 5kg. Sei que consigo me esforçar e voltar atrás.. mas seria mais fácil se eu conseguisse ficar realmente regrada e manter o meu peso estável. Tenho lido seus livros Sonia, e me fez muito bem.. espero que eu encontre motivação para realmente mudar de vez! E lhe agradeço, pois você já tem ajudado muito nisso! Um grande abraço!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: