Almanaque do banheiro: Lunas de algodão e coletores menstruais em vez de absorventes comuns e tampões

A jornalista Raquel Ribeiro escreve sobre uma viagem sem volta ao mundo da menstruação: o abandono dos tampões e absorventes comuns em favor de duas alternativas naturais, os absorventes de pano e os coletores menstruais. A matéria, publicada numa revista vegetariana, está resumida aqui por ela mesma.

Desde os 11, 12 anos, um pouco antes, às vezes depois, a mulher peleja durante o período menstrual. Os absorventes são incômodos, deixam um cheiro desagradável e a gente só esquece que “estão lá” quando usa os internos, tipo OB. Mas aí bate o bode psicológico de estar com uma perigosa “rolhinha” em contato com nossas partes mais íntimas.

Como lidar com naturalidade com a menstruação tendo de usar esse monte de algodão tratado quimicamente e revestido de plástico? E como ficar ecologicamente em paz descartando todo mês uns 25, 30 absorventes por mês? Por ano, podem ser uns 300. Em dez anos, por volta de três mil. Ou seja, em 30 anos de vida fértil são pelo menos nove mil absorventes descartados! Despejado em lixões ou aterros sanitários, esse resíduo polui o solo, a água e o ar – e ainda libera carbono, contribuindo para o aquecimento global.

Consciente do impacto ambiental (e do desconforto pessoal) e tendo o privilégio sublime de morar num sítio, eu procurava virar índia no período menstrual. Deixava o sangue correr pela terra, entrava no riozinho, mas ao final do dia me rendia ao sempre livre (sempre livre?, essa é boa!). Foi, pois, com o maior entusiasmo que encomendei com uma amiga, a Mairah, três kits de lunas (P, M, G), que chegaram em mimosas embalagens de pano, com um textinho lindo, super feminino, falando do nosso ciclo e das fases da lua.

O layout dos lunas – e dos outros bioabs produzidos artesanalmente no Brasil – é o mesmo dos convencionais, mas eles são confeccionados com tecido de puro algodão e são reutilizáveis. Usou, deixou de molho, lavou com sabão neutro e pronto: tá novo. Aquela água bem vermelha ainda serve como adubo. Perfeito, não?

Na verdade, quase. Se você passa o dia inteiro na rua fica chato carregar os bioabs usados. E ao chegar exausta em casa não vai querer lavar roupa…

Para quem tem uma rotina assim, o ideal são os copos menstruais. Pela web encomendei um, fabricado em Portugal. Na rede, tinha lido bastante a respeito e francamente não vi mistério: basta desinfetar, prender o copinho entre os dedos e colocar na entrada da vagina. Nenhuma contra indicação, conforto total e mega facilidade para limpar. Confesso que tirar, lavar e recolocar em banheiros públicos requer certa ginástica, mas não me intimidei. Outro dia, depois da sessão de cinema, toilete lotada, saí da cabine e fui lavar meu copinho na pia, numa boa. Ninguém perguntou nada, mas se alguma mulher mostrasse interesse, aproveitaria para fazer propaganda desse pequeno notável, como disse Renata Octaviani (vegvida.com.br).

O bacana é que mulher é bicho curioso e adora novidade – não faltou oportunidade para contar minha descoberta. O espanto de 10 entre 10 amigas foi: “Mas o sangue cabe no potinho? Não vaza?!” Pois bem, cheguei a ficar 8 horas (pode-se usar por ate 12 horas seguidas) e também me espantei com a (pouca) quantidade de sangue coletada. Descobri que menstruação não é nenhuma sangria desatada…

Diante da praticidade do copinho, eu poderia ter desistido dos lunas, mas optei por usar ambos. Gostei de revezar, ao longo do período menstrual, os paninhos e o copo. Na rua e durante o dia, com fluxo intenso, o copo é mais jogo. No início e final do período menstrual, os bioaborventes pequenos resolvem. Para dormir, o tamanho G me parece mais seguro. E muito, muito mais natural.

“Quando nos oferecem uma opção que, além de mais ética, é mais confortável, prática e segura, não há muita margem para negar sua utilização.” Isabel Wittmann, da comunidade Coletores & Cia.

Como conseguir lunas e copinhos:

http://lunasbioabsorventes.blogspot.com/2009/04/como-usar-lunasbioabsorventes.html
http://www.coisasdemulher.com.br/abio.htm
modserbrasilia@gmail.com
http://ellenvicious.multiply.com/journal/item/25/Como_Fazer_um_aBiosorvente

Venda do copo no Brasil: http://www.GuiaVegano.com.br
Entre as marcas de copos menstruais feitos de silicone, tem o DivaCup (www.divacup.com), The Moon Keeper (www.keeper.com), Fleurcup (http://fleurcup.com), Femmecup (http://www.femmecup.com), MoonCup (www.mooncup.co.uk), Ladycup (http://www.ladycup.eu/), Lunette (www.lunette.fi/pt/ ou http://www.lunette.fi/english_index.html), entre outros.

3 comentários em Almanaque do banheiro: Lunas de algodão e coletores menstruais em vez de absorventes comuns e tampões

  1. Boa dica, Érima! Abração!

    Curtir

  2. Olá meu nome é Elaine e revendo o mooncup ele possui dois tamanhos,A é para pessoas que tem mais de trinta e já tem filhos e B é para menos de trinta anos pode nadar e fazer exercicios com ele deve ser esvaziado de 4 a 8 horas e verificar a quantidade de fluxo

    Curtir

  3. Gente, já deixei esse comentário no outro post que fala sobre coletores (o que tem o texto da Tati), mas vou deixar aqui também.
    Vai saber se alguém tem algo a acrescentar, né?

    Bom, comprei o meu meluna em janeiro desse ano e tenho usado desde então, mas ainda não me adaptei 100%.
    Meu fluxo costuma ser bem ameno e muitas vezes uso só protetor diário mesmo.
    O que mais me atraiu foi a perspectiva de ficar várias horas sem trocar o coletor e não precisar trocar cada vez que for ao banheiro (o que não é possível com absorventes internos nem externos comuns), porque fico fora de casa por horas e horas quase todo dia.
    Mas tenho a impressão de que isso (de ficar muito tempo com o coletor no corpo) pode ter causado ou piorado uma infecção que tive.
    Uma coisa que deu pra perceber é que aparece um muco quando uso o coletor e o fluxo é fraquinho demais.
    Alguém tem uma opinião sobre esse lado da moeda?

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: