Qualidade de vida: Dicas de Silvia – BH para limpar a casa mais naturalmente

De Silvia – BH
Para Deixa sair

COMO LIMPAR A CASA NATURALMENTE
sem produtos químicos tão fortes

Sempre estou à procura de dicas para donas de casa e, pra ser franca, na maioria das revistas e jornais brasileiros não vejo habitualmente nem novidades, nem dicas certeiras. Encontrei  em livros  da autora americana Elaine St. James muitas dicas para simplificar a vida (vários de seus livros estão traduzidos), dentre elas  “evite ter muitos produtos para limpeza, use os  básicos e veja como funciona bem “.

PRODUTOS
Conheci os produtos da Amway que são  concentrados – alguns duraram mais de dez anos.  Não consegui mais comprá-los. Um dia topei no “Fonte de Minas”, restaurante macrobiótico de BH,  com a linha  BIOWASH da Cassiopeia. Eficientes, livres de petroquímica e tão concentrados como os da Amway. Usa-se pequena quantidade, dilui-se muito (até 200x), tem aroma agradável e suave – ou não tem nenhum aroma,  para os alérgicos.  Oferecem várias opções.  Comprei e me dei bem  com a marca.

Algum tempo depois, em visita a Goiânia, conheci o sabão de côco em barra GEO, produzido lá. Fiquei super fã . Serve para lavar cabelo, dar banho em cachorro (depois uso o shampoo nos dois casos), lavar roupa, clarear roupa branca (pondo-a sob o sol), lavar louça. O sabão Geo logo faz muita espuma, logo a sujeira sai , o enxague é breve, no segundo enxague quase não há resíduo de sabão.  As mãos ficam macias, nada de alergia.  Há outras boas marcas como o Amazon e o tradicional UFE ou o Ypê, mas este é  o melhor que já usei.

Toda minha rotina é com o sabão de côco  e Biowash ou água,  isto mesmo: água simplesmente.

Cozinha
Uso sabão de côco em barra, ou Ypê  transparente que não deixa cheiro. Truque de restaurante: para o residuo não secar e  poder esperar a lavagem, ao receber o prato imediatamente colocam um pouco de água ou despejam-no numa grande bacia com água. Pode-se também passar a escova de cozinha  sob um  fio d’água e dar uma primeira “limpada”. Para louça engordurada, água quente – que tomo cuidado para não tocar com as mãos porque esta transição de água morna e água fria  causa dor na articulação. Produtos Biowash para limpar o fogão, há varios: pode -se  usar o multiuso, o desengordurante ou o Auxi.

Banheiro
Uso o produto da linha Auxi ou o da Biowash, bem diluído, esponja e escova. O desinfetante uso-o de vez em quando.

Lavanderia
Sabão em pó Geo ou Biowash, o sabão  em barra  na pré lavagem, ou para roupas finas lavadas à mão.

Para as toalhas e roupa de cama, sempre usei o vinagre branco como enxaguante. Ficam muito macias quando combinadas com estes sabões em pó mais suaves.

Roupas de fio sintético não apreciam nemhum tipo de amaciante.

Roupa branca para ficar clara  gosta de ir pro sol  no molho (com o sabão de cõco Geo clareia bem, ou  sabão em pó) no qual se mexe de vez em quando. Pode-se acrescentar um pouco de álcool  (uma  tampinha ou duas) ao sabão em pó desde que não haja detalhe colorido na peça que se deixa no molho com álcool porque mancha.

Aprendi com uma  senhora japonesa a deixar roupa  muito suja de molho na água apenas e depois fazer a pré lavagem, esfregando com sabão em barra. Ponho na máquina na posição imediatamente após o enxague até centrifugar. Só então começo a lavagem na máquina com o sabão em pó.

Vidros
Há um produto da Biowash, mas o rapaz  que faz a  limpeza deixa-os lindos com água apenas.  Passa uma ou duas vezes  um brim macio molhado e depois um outro retalho do mesmo pano seco.

Chão
Limpo apenas com água, uso um pouquinho de biowash apenas se houver alguma sujeira mais difícil na cozinha. No banheiro o mármore agradece a ausencia de produtos químicos.

ACESSÓRIOS
Importantes são também os acessórios.  Ter a mais  e  ser livre para usar sem receio de faltar,  para que a tarefa seja feita com mais prazer e eficiência,  e para andar mais rápido. A  autora que mencionei adverte, no entanto,  para o excesso de variedade de material. O jeito é observar e avaliar o quanto é bom ter.

Quando se trabalha em desinfecção aprende-se como  a fricção é importante, pois remove os resíduos.  A fricção não necessariamente significa pôr força mas fazer movimento contíno, rítmico. Vale a pena  ter bom material para fazer este trabalho físico: esponjas, escovas, vassouras. Em bom estado e limpos.

As esponjas e panos de cozinha afervento-os  regularmente  uma vez na semana para melhor higienização, já que são lavados sempre após o uso e colocados onde possam secar.  (A escova de cozinha é um dos itens de que mais gosto, dos mais úteis, mas falo  dela noutra ocasiâo.)

PANO DE LIMPEZA
O melhor pano que já usei para  limpeza é o pano de fralda.  Uma pessoa da familia mencionou  e comprei numa lojinha de perifeira, há uns três meses (bem recente!). A vendedora, que me viu retornar para comprar mais, contou que os lava-jatos compram peça inteira porque  não arranha o carro. Em sua casa ela usa pra tudo, na cozinha, no banheiro, como pano de chão, pano para limpar vidro, tirar poeira, fazer faxina.

Pano tem de ser lavado logo para que a sujeira não se fixe. Uso apenas o sabão em barra e podem ficar alvos sem que se precise  usar água sanitária.

Bom,  estas são umas idéias iniciais para quem perguntou como limpar a casa naturalmente.

COMO ADQUIRIR
Atenção: podem parecer mais caros, mas são econômicos porque se usa quantidade muito menor que dos produtos convencionais.

Cassiopéia: http://www.cassiopeiaonline.com.br/  – encontra-se em lojas mas pode-se adquirir pela loja virtual – são deles os produtos da linha BIOWASH, linha AUXI. Lembram do post de cosméticos naturais? Pois estes são os da linha VERALOE.

Sabão GEO: http://www.sabaogeo.com.br/ – sabões em barra e em pó – deem uma olhada no sabão de côco em barra e vejam os depoimentos. São feitos em Goiânia e encontrados em Brasilia. Enviam caixa fechada.   : (

Sabões Amazon, Ypê e Ufe são encontrados nos supermercados.

5 comentários em Qualidade de vida: Dicas de Silvia – BH para limpar a casa mais naturalmente

  1. Jussara, os produtos da Cassiopeia são vendidos em lojas de produtos naturais e farmácias em grandes cidades. Talvez alguem possa comprar e levar pra você. Na única compra que fiz, também achei o frete caro mas comprei bastante coisa e vai durar por muito tempo. Já usava os produtos. Quem sabe há um pequeno empório de produtos naturais e você sugere a eles que comprem. Foi assim que conheci, em pequenas lojas que vendem alimnentos naturais ou macrobióticos, em Goiania e em BH.

    Curtir

  2. Realmente comprar por atacado compensa o frete e o preço final do produto. Fiz assim com o óleo de coco, Sonia, e achei bem mais barato. O problema é que as pessoas não se dispõem a comprar, acham caro, que não compensa. Com o óleo de coco tive que dividir com meus pais, que resolveram usar tb, mas com amigos é mais difícil por não darem importância a esse tipo de coisa (estarão ainda dormindo?). São os mesmos que acham caro uma consulta com um bom homeopata, mas não pensam duas vezes ao comprar um sapato ou uma roupa caríssima.

    Silvia, já procurei por aqui e não encontrei. O frete fica caro pq os produtos são pesados e eles só dão a opção de Sedex. O Sabão GEO não respondeu ao meu e-mail. Vou ver com a Cassiopéia se por ventura eles fazem outro tipo de entrega sem ser Sedex. Se não, o jeito vai ser pedir pra alguém comprar pra mim, ou posso comprar quando viajar…

    Curtir

  3. Oi, Jussara, também tenho essa dificuldade na hora de bancar o óleo virgem de coco. É a mesma coisa que dizem do arroz integral – “é tão mais caro!!!” – como se tivesse comparação com arroz branco. Não dá pra pensar em óleo virgem de coco como óleo de cozinha. Aliás, sinceramente, não dá pra pensar em “óleo de cozinha”. É ele mesmo que engorda e faz mal na comida dos restaurantes…

    Sobre remessa por correio, o serviço de encomenda – acho que se chama PAC – é muito mais barato. Por que eles não poderiam usar? Beijos!

    Curtir

  4. Pois é, Sonia, são comparações sem sentido. O arroz integral eu nem acho tão caro assim, e acho que tb rende. Talvez não tanto quanto o branco, mas como sacia mais, a gente come menos.

    Se chama PAC mesmo, às vezes o utilizo tanto pra mandar coisas para os amigos como para comprar. Mas no site diz que eles não trabalham com PAC nem com o E-Sedex (que eu adoro por ser mais barato e tão rápido quanto o Sedex). Não sei o motivo, vou escrever perguntando.
    Bjs.

    Curtir

  5. Comentário marqueteiro removido.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: