account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

Candidíase gourmet: Salada quente crocante

posted 2021 Jul by

A simplicidade é o maior objetivo nessa hora. Os vegetais já são plenos de sabor, não precisam das artes de temperar, como as carnes, nem de muito cozimento, como os feijões. Não deveriam passar do ponto crocante, quando atingem o máximo de sua cor.

cozinhar sempre, nunca cozinhar muito

Esse é um preceito tradicional chinês muito sábio. O fogo higieniza e aquece os alimentos, o que ajuda muitíssimo a digestão e  reforça o sistema aquecedor do corpo. Mas tem que ser rápido  para não afetar as enzimas do alimento, por isso eles ficam crocantes nos dentes. Passou do ponto, perde a graça, perde a vida.

salada quente crocante: básica nesta dieta

Esta salada é para comer todo dia, porque fornece uma variedade de vegetais ricos em enzimas, hidratantes, nutritivos e ricos em fibra. Deve ser muito bem mastigada, como toda comida.

os vegetais mais usados
cenoura
rabanete
funcho
batata yacon
pepino japonês (magro
abobrinha verde
vagem ou ervilha fresca
brotos de feijão
nabo daykon
abóbora madura
alho-poró
nirá
alho picadinho a gosto

com cereais brotados
trigo
arroz
cevada
painço
centeio
quinoa
 
com folhas em quadrados de 4 cm
repolho
couve-chinesa
acelga
chicória
 
com flores
brócolis
couve-flor
capuchinha
 
com cogumelos
shiitake
portobelo
paris
champignon
Inteiros, partidos em quatro, em tirinhas.

com caules e medulas
aspargos
palmito

Em pedaços ou rodelas.

modo de fazer a salada quente crocante

Escolha cinco ou seis desses vegetais pela cor, pela textura, pela beleza, pelo sabor. Por exemplo cenoura, rabanete, pepino, funcho, yacon e alho (este é para entrar sempre).

Corte tudo em fatias finas, depois em tirinhas. Ou fatie e filete naquele ralador japonês que faz as duas coisas ao mesmo tempo. Quando cortar a yacon passe limão para ela não escurecer.

Aqueça azeite ou óleo de gergelim – mas não ao ponto de enfumaçar, pois a fumaça significa que o óleo queimou – e passe os vegetais rapidamente pela frigideira ou wok, mexendo, observando a suave mudança de cor e a chegada dos aromas.  Retire e tempere com shoyu de fermentação natural, não pasteurizado, e limão.

Esta salada crocante deve ter pelo menos metade do peso do almoço de cada dia. Mastigar bem faz parte da receita, portanto reserve um tempo.

Todos os vegetais da vida podem ser crocantes, sejam eles refogados, feitos no vapor ou no bafo da panela.

Comments

Leave a comment

comments have to be approved before showing up