account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

Dieta radical da candidíase: Farinhas de coco e banana verde da Poly

posted 2021 Jul by

Extraído dos comentários em http://www.soniahirsch.com/2010/07/candidiase-gourmet-sugestao-de-cardapio.html 

Poly:

Estou fazendo a dieta, sofri bastante os primeiros dias, só pensava em comida, de tanta fome! Mas os resultados são animadores, corrimento de uma vida INTEIRA desapareceu!!! Com apenas uma semana.

Descobri a farinha de banana verde e a de coco, fiz as duas em casa. Posso usá-las na dieta radical? Gostaria de preparar panqueca pela manhã como desjejum.

Sonia:

Poly, experimente e observe. Depois conte pra nós como foi.

A farinha de coco eu experimentei e achei simplesmente o máximo. Você fez em casa como? E a farinha de banana-verde?

Poly:

Pra fazer a farinha de banana verde comprei uma penca bem verdinha, descasquei e cortei em rodelas, espalhei na forma e levei ao forno com fogo baixo. Aí é só ir observando, quando as rodelas estiverem bem sequinhas, quase quebrando na mão você tira, espera esfriar e depois coloca no processador ou liquidificador até formar a farinha.

No meu caso bati no liquidificador mesmo, e fui peneirando aos poucos.

Não tem gosto de quase nada, e realmente prolonga a sensação de saciedade.

A farinha de coco eu fiz com o coco maduro, ralei toda a polpa e depois deixei de molho por uns 15 min em água quente, li que ajuda a eliminar um pouco do excesso de gordura. Depois bati tudo no liquidificador e coei com um pano de prato limpo. 

O liquido que sobra é praticamente um leite de coco caseiro. O coco ralado que fica no pano de prato eu coloquei numa forma e levei ao forno até secar. Depois é só levar ao processador ou liquidificador e formar a farinha. 

Quando levar esse coco ralado ao forno tem que observar bem para não queimar, porque ele seca muito rápido,a farinha fica num tom amareladinho mesmo. Peguei as receitas de como fazer essas farinhas na internet, achei melhor fazer em casa do que comprar pronto.

Espero ter ajudado.

Abraços 

Sonia:

Ajudou muito, Poly! Peço sua licença para compartilhar aqui :-)

PS - E a receita da panqueca?


Comments

Leave a comment