account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

Dilma Rousseff: "Pode criticar à vontade"

posted 2021 Jul by

Desculpem voltar ao tema, mas estou muito mobilizada pelas eleições. Votar, pra mim, é muito importante. É apostar que aquela pessoa que ajudo a eleger corresponde ao que se espera dela. Passei muito tempo sem votar por causa da ditadura. Não votei em várias eleições porque não tinha candidato. Agora a brincadeira ficou mais animada. Temos bons candidatos à presidência, todos os quatro. E o meu desejo se manifestou a favor da Dilma porque considero a continuidade positiva neste momento, em benefício do PAC, do pré-sal, da confiança do povo. Vejo mil defeitos também, mas ninguém está livre deles, menos ainda um partido tão grande quanto o PT. Olhando com isenção, é bonito ver no Brasil de tantas oligarquias um partido político da classe trabalhadora crescer, ocupar espaço e imprimir sua marca.

Na semana passada publiquei aqui, indignada, o manifesto em defesa das instituições, porque vi nas declarações do presidente Lula o germe do ditador populista, popular ou popularesco, que quer calar a boca da imprensa e detonar a democracia. Com 80% de aprovação, ele não precisa disso. Pode ser generoso. E deveria saber que toda unanimidade é burra. A imprensa existe para informar, cutucar e incomodar, para mostrar que existem dois pratos na balança e desafinar o coro dos contentes. Estou nessa. Não sou da grande imprensa mas também não quero que calem minha boquinha.

Pois ontem saiu no Globo um editorial falando do manifesto e em seguida o seguinte:

Também é bem-vinda a postura assumida pela candidata Dilma Rousseff, ao visitar Porto Alegre, na sexta-feira passada, quando propôs tolerância e fez profissão de fé na liberdade de expressão. De quem foi vítima da violência do Estado não se poderia esperar outra coisa: "Pode criticar, prefiro múltiplas vozes críticas, a mais aguda, mais clara e explícita, do que o silêncio. Vivi o silêncio da ditadura, que cala as pessoas".

Falou, D. Dilma. Fica combinado assim. Estamos de olho.

Comments

Leave a comment