account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

Paixão emagrece amor engorda: Nova edição aumentada, revista, ilustrada

posted 2021 Jul by


De vez em quando a gente tem que fazer diferente, e a primeira edição de Paixão emagrece amor engorda, em vez de sair pela Correcotia - que, como vocês sabem, é a minha editora de bolso - saiu em 2007 pela Sextante, uma das grandes. Correu o Brasil inteiro, vendeu muito, esteve a R$9,90 em prateleiras de redes de varejo, locadoras e supermercados. Claro que fiquei imensamente feliz, porque nunca conseguiria atingir esse público sozinha em tão pouco tempo, nem a preço tão camarada. E aí a edição se esgotou e o livrinho voltou para casa. 

Sai agora pela Correcotia, como os outros, renovado. Entraram as magníficas ilustrações originais que Celina Gusmão fez para a revista Bons Fluidos, gentilmente cedidas pela Editora Abril. Relendo o texto pude atualizar algumas questões e reescrever trechos, bordar frases, eliminar deslizes. Tinha na gaveta mais algumas crônicas que incluí, e ainda um texto nascido aqui no blog, Queijetarianos, inspirado por Jamie Oliver, que não podia ficar de fora.

É com o maior orgulho que apresento meu novo filhote, na certeza de que já era bom e ficou melhor. Nessas horas a modéstia é modesta. Viver para e de livros me dá um contentamento muito grande. Compensa tudo, até mesmo as agruras de ser microempresária neste país.

A única coisa chata é que não posso vender aos preços espetaculares da Sextante. Mas tudo bem, nada é perfeito mesmo...

Comments

Leave a comment