account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

Sabonetes bactericidas: Jackson Morais e a cicatriz que não fechava

posted 2021 Jul by

Rolou esse papo aqui no blog, antes tarde que mais tarde. Tenho tremores e engulhos cada vez que vejo na tv um anúncio com uma criança correndo pelo jardim e o locutor dizendo que a mãe deve banhá-la com sabonete bactericida para "protegê-la". Quando, na verdade, zilhões de microorganismos nos habitam, por dentro e por fora, na pele e nos intestinos, criando equilíbrio entre nós e o meio ambiente. Aí rolou esse papo aqui no blog...

Jackson Morais disse...
Sônia, não sei se já comentou sobre essa "moda" de sabonetes antibacterianos? Se não, tem alguma fonte confiável para falar a "verdade" sobre eles? Obrigado!

Sonia Hirsch disse...
Oi, Jackson, já falei de passagem, acho que comentando sobre candidíase. Acho um absurdo demonizar as bactérias e criar esse falso conceito de higiene quando na verdade somos parte do meio e o meio inclui tudo. Mas não adianta, né? Num mundo onde se usa "protetor de calcinha", de tão comuns que são os corrimentos, as pessoas acham que as soluções para tudo estão nas farmácias. Não tenho indicação de fonte confiável para a questão dos sabonetes, mas elas devem existir. Um abraço!

Jackson Morais disse...
Oi, Sonia. 

Obrigado pela resposta rápida. 

Bem, meu caso: tenho uma cicatriz na virilha. Ela tava abrindo sem motivo. 

Depois de vários médicos, uma me disse que poderia ser por causa do TRICLOSAN ou TRICLOCARBAN, substâncias presentes nesses sabonetes que prometem matar 99,9% das bactérias. Parei de usar o tal sabonete. 

A cicatriz se fechou. 

Mas o efeito daquelas substâncias pode ser muito mais maléfico (eles são muito concentrados nos sabonetes) podendo gerar até câncer de próstata. E o problema é que elas estão em "protetores" íntimos para mulheres, roupas, amaciantes... Tem que ler antes de comprar.

Para mais informações (em inglês): http://gizmodo.com/5934895/your-antibacterial-soap-could-be-harming-you

A médica disse que sabonetes de glicerina bastam. Não precisa inventar moda.

Sonia Hirsch disse...
Oi, Jackson, muito interessante o seu relato, dá vontade de fazer um post com ele. Posso? Um abraço! 

(Tô meio atrasada com o blog mas já já vou retomar as postagens – com pilhas de assuntos interessantes, além deste.)

Jackson Morais disse...
Oi, Sonia. Claro que pode. 

Eu não queria acreditar que aquele sabonete que prometia "ptoteção com x no final do nome" na televisão pudesse ser o que estivesse causando uma reabertura de cicatriz! 

Mas essa médica me salvou dessa dor de cabeça. Parei de usar o tal sabonete, usei água oxigenada pra limpar e Dersani pra fechar a cicatriz em 5 dias.

E hoje uso só sabonete de glicerina pra banho e lavar as mãos. A médica disse que pra limpar bem as mãos, basta cantarolar duas vezes o "Parabéns Pra Você" enquanto esfrega as mãos com sabonete que limpa bem.

 Grande abraço! 

Grande abraço para você também, Jackson. Mas, com todo o respeito, sabonete de glicerina resseca a pele de muita gente, inclusive a minha. Uso pouco sabonete. Prefiro bucha, que remove as células mortas da pele, e escova, seca e molhada. Escovinha de unhas, por exemplo, é essencial, porque muita coisa invisível fica debaixo delas. E sabonete nas mucosas das partes mimosas deveria ser proibido. Há muita mania de limpeza escondendo as sujeiras que botamos pra dentro e que fazem os buraquinhos cheirarem mal...

Comments

Leave a comment