sonia hirsch

jornalista e escritora focada em promoção da saúde

almanaque do banheiro

onde se fala sobre assuntos mais íntimos e às vezes meio assim delicados

Nariz entupido, quem tem?

Escreve a leitora: “Fui “viciada” em remédios para descongestionar as vias aéreas por muito tempo. Era daquelas de não dormir por não ter o vidro por perto quando estava gripada, mesmo o nariz não estando entupido… Depois de muito ouvir falar que esses medicamentos fazem mal ao coração, me obriguei a parar de usar. O que você recomendaria para nós que sofremos com esses “entupimentos”? Querida, recomendaria parar de consumir […]

Continuar Lendo →

“Saúde é outra coisa” no Rio: 21 a 23 novembro 2017

“Um trabalho de reflexão, consciência e atitude para mais autonomia em saúde” PROGRAMA COMPLETO terça 21 novembro 18h15 a 21h15 SAÚDE É OUTRA COISA os múltiplos diagnósticos desagradáveis graças à alimentação distraída ~ inflamação crônica por trás do adoecimento ~ a dieta do dr Barcellos contra o câncer e todas as alergias quarta 22 novembro 18h15 a 21h15 O DE FORA E O DE DENTRO “transição nutricional” no Ocidente ~ o […]

Continuar Lendo →

…e partes nem tão mimosas assim

  Que injustiça! Só porque são masculinas não quer dizer que sejam menos sensíveis e delicadas. É que a fama vem da metade mais, digamos, vigorosa e penetrante de sua personalidade, enquanto a outra se contenta com afazeres menos notáveis, mera torneira. Estamos falando do pênis, pinto, peru, bimbo, cacete, vara, verga, pau, enfim: daquilo que dá aos homens tantos prazeres e problemas quanto as partes mimosas dão às mulheres. […]

Continuar Lendo →

As partes mimosas da natureza

Tudo na mulher é poesia e samba-canção. Os olhos são o espelho da alma, as mãos herdamos das fadas, o sorriso transporta ao paraíso, a voz é de anjo, a pele de rosas, o corpo de sereia, tudo com infinito poder de beleza e sedução. Mas na hora de falar sobre aquelas pequenas partes tão sensíveis e delicadas não há uma linguagem poética, gentil ou sedutora que traduza o apreço […]

Continuar Lendo →

Os parasitas nossos de cada dia

Há os grandes, que vivem fora de nós, sugam nossos tributos e eventualmente vão para a cadeia, e os pequenos, menores, minúsculos e microscópicos que nos habitam e geralmente são ignorados. A medicina moderna não acredita neles porque os exames de fezes dão sempre negativo, e estes dão negativo porque são feitos superficialmente, mas a parasitologia continua sendo uma ciência biológica e os sintomas vão muito além da dor de barriga – […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: Lunas de algodão e coletores menstruais em vez de absorventes comuns e tampões

A jornalista Raquel Ribeiro escreve sobre uma viagem sem volta ao mundo da menstruação: o abandono dos tampões e absorventes comuns em favor de duas alternativas naturais, os absorventes de pano e os coletores menstruais. A matéria, publicada numa revista vegetariana, está resumida aqui por ela mesma. Desde os 11, 12 anos, um pouco antes, às vezes depois, a mulher peleja durante o período menstrual. Os absorventes são incômodos, deixam […]

Continuar Lendo →

Almanaque do Banheiro – A velhinha

sementes e favas

A cena se passou num terreiro de umbanda. Corria a sessão normalmente quando alguém veio avisar ao Pai José que tinha uma velhinha passando mal. Pai José mandou trazer a velhinha – uma senhora pequena, magrinha, de seus 70 anos, com cara realmente de estar nas últimas. Sentaram-na numa cadeira. Pai José olhou, mediu, se concentrou, de repente perguntou baixinho para ela: Suncê peida, filha? A velhinha, agoniada, olhou em […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: Oxiúros? Suco de hortelã em jejum

Várias pessoas escreveram perguntando sobre oxiúros, especialmente em crianças. Fui atrás da minha bichóloga predileta, a acupunturista e fitoterapeuta Susana Ayres, que me indicou o que está lá no título:  suco de hortelã batida com água filtrada em jejum, 7 dias seguidos. Como fazer? Pegar um maço de hortelã que dê para envolver com a mão, cortar fora os talos de baixo, lavar, bater a parte de cima (folhas e […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: As partes mimosas do homem (ou nem tão mimosas assim)

Que injustiça! Só porque são masculinas não quer dizer que sejam menos sensíveis e delicadas. É que a fama vem da metade mais, digamos, vigorosa e penetrante de sua personalidade, enquanto a outra se contenta com afazeres menos notáveis, mera torneira. Estamos falando do pênis, pinto, peru, bimbo, cacete, vara, verga, pau, enfim: daquilo que dá aos homens tantos prazeres e problemas quanto as partes mimosas dão às mulheres. E […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: As partes mimosas da natureza

Tudo na mulher é poesia e samba-canção. Os olhos são o espelho da alma, as mãos herdamos das fadas, o sorriso transporta ao paraíso, a voz é de anjo, a pele de rosas, o corpo de sereia, tudo com infinito poder de beleza e sedução. Mas na hora de falar sobre aquelas pequenas partes tão sensíveis e delicadas não há uma linguagem poética, gentil ou sedutora que traduza o apreço […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: Sinusite? Tchau tchau!

Há alguns anos fui apresentada ao neti pot, ou lota, daqui em diante Nasalpote, e fiquei inteiramente viciada. Passei a presentear os amigos com os neti de plástico reciclado, feitos  no mosteiro Vivekananda, que vinham da India em caixas de 50. A caixa viajava embrulhada em paninho de algodão costurado e fechado com lacre vermelho, eu me sentia no século retrasado. Mas o melhor de tudo  era mesmo o objeto […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: Papo de vagina

Uma leitora escreveu dizendo que tem cistos sebáceos vaginais, e eu, que nunca tinha ouvido falar nisso, fui pesquisar no livro Women’s bodies women’s wisdom, da Christiane Northrup, MD. Não achei os cistos mas me deparei com esta pérola: “A cultura ocidental considera a área genital ‘suja’ e a polui com essa atitude. Toda função associada a essa área – parto, sangramento e eliminações – é altamente carregada, emocional e […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro: Vermes? Melhor não tê-los!

Tem toda a razão o título acima: melhor não tê-los. Além de contrariarem profundamente nosso ideal de limpeza, o fato é que vermes pintam e bordam dentro do hospedeiro. Andam para cima e para baixo como se estivessem em casa, e quando querem se fixar usam ganchos, ventosas e dentes para se agarrar em nós. Machucam e destroem tecidos, invadem a corrente sanguínea e viajam pelo corpo inteiro, produzem toxinas […]

Continuar Lendo →

Almanaque do banheiro – Deixa sair

Há muita coisa que a gente põe pra dentro todo dia, depois não deixa sair e ainda reclama: Estou engordando! Meu intestino não funciona! Tenho o colesterol alto! Triglicerídeos! A glicose é alta também! Sinto cólicas menstruais horríveis, pedras nos rins e na vesícula, mau hálito, colite, diverticulite, rinite, sinusite, catarro nos pulmões, corrimento, alergias, suor fedido, ouvido meio surdo, articulações emperradas, cistos, tumores, varizes, ameaças de enfarte, ai, que […]

Continuar Lendo →

Susana Ayres: Papo de vermes

Desse desamparo em que estamos há tantos anos com relação a parasitoses, já que não temos direito a exames de fezes decentes e corretos, emergiram as técnicas vibracionais de diagnóstico – utilizadas há muito tempo, sob diversos nomes. Essas técnicas são consideradas, por pelo menos um dos catedráticos da USP, dr. Paulo Farber, a medicina do século XXI. Longe da Universidade, os agentes da Pastoral da Saúde também as utilizam. […]

Continuar Lendo →